Saúde

Foto: Divulgação

Nessa segunda-feira, 17, o Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Tocantins (Seet) reuniu-se com o Sindicato de Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Tocantins (Sindessto) para iniciar as negociações com relação a Convenção Coletiva de Trabalho.

Marcaram presença na reunião a diretora Geral do Seet, Celijane Abreu Pereira Ferreira, o assessor Jurídico do Seet, Flávio Alves do Nascimento, a Presidente do Sindessto, Maria Lúcia Machado de Castro, o Assessor Jurídico do Sindessto, Airton Jorge Veloso, o representante da Fundação Pró-Rim, Jonas José Correa e a representante do Ceacop, Daniela Rodrigues Cardoso.

Já no início deste mês de outubro o Seet havia solicitado algumas alterações e implementações de alguns benefícios na Convenção Coletiva através do Ofício/Seet/Nº504/2016, Dentre as alterações está a aplicação da data-base que este ano se acumulou em 9.15% e que a empresa possa trazer os seis últimos contracheques do funcionário na hora da homologação para que não haja prejuízos na rescisão contratual do profissional de enfermagem.

Durante a reunião o Sindessto propôs o reajuste inflacionário de 6,5%, solicitando também uma alteração na cláusula décima sétima parágrafo segundo que trata da jornada de trabalho, a entidade quer alterar a jornada de 12X36, com o total de 13 plantões mensais para 15 plantões mensais.

Ainda durante a reunião a diretora geral do Seet, Celijane Abreu, afirmou aos presentes que todas as pontuações serão discutidas em assembleia com a categoria, “pontuamos cada uma das propostas apresentadas e estaremos discutindo com a nossa base sobre os pontos propostos e após a assembleia geral com os profissionais poderemos apresentar ao Sindessto o posicionamento da categoria”, afirmou.

O Seet comunica ainda, que a assembleia geral com os profissionais de enfermagem da rede privada será nesta próxima sexta-feira, 21, às 9h da manhã, na sede administrativa do Seet em Palmas.

Por: Redação

Tags: Celijane Abreu, Seet, Sindessto