Saúde

Foto: Ana Paula Gomes

Pelos corredores do Pronto Socorro do Hospital Geral de Palmas (HGP), pacientes e acompanhantes receberam orientações sobre Acidente Vascular Cerebral (AVC). Essa é a segunda principal causa de morte no mundo, responsável por cerca de 6 milhões de óbitos a cada ano, e pode ocorrer em qualquer idade, afetando adultos e crianças. 

Na ocasião, foram distribuídos material educativo, feita sensibilização sobre sinais, sintomas e prevenção do AVC, além da aferição de pressão arterial e medição da circunferência abdominal. A iniciativa foi coordenada pela equipe do Cuidado Agudo do AVC do HGP e contou com a participação de estudantes do curso de técnico em enfermagem da Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto e dos cursos de enfermagem e biomedicina do Ceulp/Ulbra.

A enfermeira Amanda Pricila destacou que nos dias de atividades foram realizadas palestras educativas e orientações sobre sinais do AVC utilizando a sigla SAMU (S = sorria – Peça a pessoa para dar um sorriso. Repare se o rosto está paralisado/ A= abrace – Ver se a pessoa consegue levantar os dois braços e perdeu a força/ M= música – Repita a frase como uma música. Está meio enrolado? Dificuldade de Fala/ U=urgente – Identificou algum dos Sintomas? Ligue para o Samu 192). “Além disso, sensibilizamos as pessoas em relação à prevenção dos fatores de riscos do AVC e realizamos dinâmicas sobre o assunto, para que as pessoas que nós alcançamos sejam multiplicadoras dessas informações para seus familiares, amigos e outros”, explica.

Adriano Ferreira que é aluno de Biomedicina do Celp Ulbra disse que foi muito importante participar da ação junto com a equipe do HGP. “O contato com os acompanhantes, familiares e pacientes nos possibilitou passar um pouco do conhecimento e colaboramos para que essas pessoas conheçam sintomas que podem acarretar um AVC”, conta. 

Já Natanael da Silva, aluno da Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto, disse que participar da ação provocou uma boa sensação. “Senti-me com o dever cumprido por ajudar a levar informação sobre prevenção”, conclui.

Seis desafios básicos que podem auxiliar na redução do o impacto do AVC:

1. Conheça os seus próprios fatores de risco: hipertensão arterial, diabetes, colesterol alto, arritmias cardíacas.

2. Seja fisicamente ativo e exercite-se regularmente.

3. Evite a obesidade, mantendo uma dieta saudável.

 4. Limite o consumo de álcool.

5. Evite o fumo do cigarro. Se você fuma, procure ajuda para parar agora.

6. Aprenda a reconhecer os sinais de alerta de um AVC ( boca torta, falta de força no braço ou na perna e alterações na fala).