Estado

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins (Sintras-TO) assinou acordo com o Governo do Estado, na tarde desta segunda-feira, 21, garantindo a data-base 2016 e retroativo do ano de 2015, incluindo as ponderações dos profissionais da saúde, deliberadas em assembleia geral no dia 8 deste mês pelos servidores filiados.

Conforme o presidente do sindicato, Manoel Pereira de Miranda, o acordo só foi assinado mediante a garantia de que os servidores, representados e filiados ao Sintras, não sofrerão nenhuma represália e nem corte de ponto pela participação nos cem dias de greve na Saúde. Segundo o Sindicato, no expediente o Governo ratifica que não haverá corte de ponto.  

O secretário de administração, Geferson Oliveira Barros Filhos, informou que um Projeto de Lei será encaminhado brevemente para aprovação da  Assembleia Legislativa do Tocantins, garantindo a data-base 2016 aos servidores da saúde conforme proposta aprovada pela categoria.

Segundo o Sintras, dessa forma, o acordo assinado garante o pagamento do índice de 9.8307% da data-base 2016 da seguinte forma:

Ø  2% do percentual no mês de janeiro de 2017;

Ø  2% em maio de 2017;

Ø  5,83% em setembro também de 2017.

Ø  Retroativo da data-base 2016: Continua em negociação

Quanto ao retroativo da data-base 2015 o pagamento será feito dentro do exercício de 2017.

De acordo com o presidente Manoel Miranda, o sindicato acompanhará à risca o cumprimento do acordo. “Nós conquistamos a garantia do recebimento do direito, mas, não descansaremos por aqui, iremos acompanhar o cumprimento do acordo até o governo pagar a última parcela aos servidores da saúde conforme acordado”, ressalta o presidente.

Retorno

Os servidores da saúde, da base do Sintras, só  retornaram aos seus postos de trabalho normalmente no último dia 17, com a garantia de que o governo atenderia as reivindicações pontuadas pela categoria em assembleia.