Polí­tica

Foto: Divulgação  Para Ataídes, chegou a hora de passar o País e o Tocantins a limpo Para Ataídes, chegou a hora de passar o País e o Tocantins a limpo

O senador Atáides Oliveira (PSDB) afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 28, que o Tocantins não suporta mais ser saqueado por gestores e políticos desonestos. Ataídes que é presidente do PSDB no Estado, disse que irá debater com o deputado Olyntho Neto (PSDB) a possível criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar e cassar o mandato do governador Marcelo Miranda, alvo da Operação "Rei do Gado", pela Polícia Federal. "Tomara que realmente ele crie essa CPI para investigar e terá o meu amplo e total apoio". 

Ataídes disse ver grande chance do deputado Olyntho articular com o deputado Ricardo Ayres (PSB), a criação da CPI. "Dentro de um parlamento você está sempre ali em contato. Acho que o Olyntho é um grande líder e acredito que o Olyntho saberá aglutinar forças para uma CPI". Ricardo Ayres é da base do prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), 

Para Ataídes, a corrupção na política brasileira está sendo banida e chegou a hora de passar o País e o Tocantins a limpo. "O nosso povo do Tocantins não aguenta mais tanta roubalheira. Não tem dinheiro para a saúde, educação, segurança, infraestrutura, porque roubaram esse dinheiro. Agora chegou a hora de passar esse País e o Tocantins a limpo", afirmou. 

Ataídes lembrou que foi, como candidato a governador na última eleição no Tocantins, em todos os cantos do Estado, afirmando que Marcelo Miranda iria ser preso. "Eu disse em 2014 que o governador Marcelo Miranda iria ser preso, Sandoval (ex-governador) e ele. Eu disse e disse para o povo do Estado: eu quero trabalhar para vocês, eu já trabalhei para mim, quero acabar com essa roubalheira, mas não acreditaram em mim e tá aí a catástrofe, o Estado está hoje no fundo do poço", frisou. 

O senador informou que provavelmente falará sobre a Operação "Reis do Gado" da PF, na tribuna do Senado, ainda hoje. "Quem sabe eu inclua no meu discurso, comentário a respeito, mas não vou me aprofundar porque temos que aguardar a Polícia Federal e o Ministério Público apurar e ter o resultado final". 

Apoio 

Em sua página no Facebook, o senador Ataídes Oliveira, manifestou apoio à Operação Reis do Gado. "A Polícia Federal abriu as porteiras. As investigações precisam ser rigorosas, doa a quem doer". No Twitter, o senador também comentou: "Tem razão do nosso Rico e Pobre Tocantins estar depenado. Espero que os culpados sejam todos punidos, e extirpados da política", comentou.

Gestores 

Em análise ao comportamento de gestores no Tocantins que, mesmo diante de uma crise no País, continuam praticando atos duvidosos, que levam a investigações contra a corrupção, Ataídes disse que a Polícia Federal baterá na porta desses gestores mais cedo ou mais tarde. "Esses gestores, mesmo diante da 'Lava Jato', ainda não caiu a ficha deles de que a impunidade no Brasil chegou ao seu final. Os gestores desonestos ainda não perceberam que as coisas mudaram e vão pagar muito caro por isso", avaliou.