Saúde

Foto: Frederick Borges Maternidade oferece Método Canguru Maternidade oferece Método Canguru

Referência para todo o Tocantins e estados circunvizinhos, o Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) encerra 2016 mantendo o título de Hospital Amigo da Criança, com o Cartório de Registro Civil em pleno funcionamento dentro da unidade e com média mensal de 2.613 atendimentos, dos quais 460 são partos e desses, 55% são normais.

Segundo os indicadores apresentados pela direção da unidade, o tempo médio de permanência por paciente é de 3,72 dias e taxa de ocupação hospitalar se manteve em média 97,9%. “Além desses números, tivemos 67 atendimentos no Serviço de Atendimento a Vítimas de Violência Sexual, no qual somos referência e temos uma equipe que faz um trabalho extraordinário que deve ser destacado pelo apoio que oferecem às vítimas e famílias que passam por este momento tão vulnerável”, afirmou a diretora geral da unidade, Débora Petry.

Além do Savis, o Dona Regina tem como serviço de excelência a Unidade Canguru, método de assistência neonatal que implica em contato pele a pele entre a mãe e o recém-nascido de baixo peso, e o Banco de Leite Humano que presta um serviço diferenciado a bebês de alto risco, graças à colaboração de mães voluntárias que doam o leite que sobra para salvar a vida de outros bebês. “O Banco de Leite e a forma como o Dona Regina trabalha para reduzir os índices de desmame precoce que fizeram com que a unidade mantivesse o título de Hospital Amigo da Criança, uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Ministério da Saúde. A maternidade possui o título desde 2003”, informou a diretora.

A Rede Cegonha que aprimorou os cuidados humanizados de preparação da mulher para o parto com monitoramento fetal, cuidados no progresso do parto, estado físico e emocional da mulher, métodos para aliviar a dor e a visita guiada também foram os pontos fortes da maternidade em 2016, ano em que o Governo do Estado instituiu a Lei do Parto Humanizado, que, entre outras coisas, prevê que além do acompanhante a mulher tenha direito a uma doula.

“Tudo isso é um conjunto de boas práticas que só é possível graças ao Colegiado Gestor que dá todo um respaldo á direção que hoje é completa, atuante e coesa”, reforçou a diretora, acrescentando que o papel do setor de estatística, com relatórios mensais, tem ajudado a unidade a conhecer a realidade e trabalhar os números de forma positiva para a população.

O próximo ano

Desafios para 2017 a unidade também tem e a diretora Débora pontuou os mais relevantes. “Queremos construir um abrigo externo para o lixo contaminado, implantar programa de coleta seletiva, terminar a obra de ampliação do Savis que permitirá a implantação definitiva da cadeia de custódia, implantar o Núcleo Interno de Regulação de Leitos, conquistar o centro de boas práticas e trabalhar na implantação das cirurgias neonatais.

O HMDR

Criado em 1999, o Dona Regina é a única maternidade pública da capital do Estado. É um hospital terciário de alta complexidade, referência em atendimento de urgências/emergências gineco-obstétricas, alta complexidade em neonatologia, gestação de alto risco, cirurgias eletivas ginecológicas, laqueaduras tubárias, cirurgias neonatais e pessoas vítimas de violência sexual. É o único hospital público do Estado que possui UTI neonatal, sendo também referência para pacientes cirúrgicos. Além disto, é a única referência para atender partos em toda a microrregional de saúde à qual é referência, que atende oito municípios com a população aproximada de 300 mil habitantes.

O hospital oferece 25 especialidades além de contar com uma equipe multiprofissional composta por psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, terapeuta ocupacional, odontólogos, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

Na unidade são ofertados os serviços de ambulatório de gestação de alto risco, ambulatório de egressos de neonatologia, ambulatório de vitalidade fetal e serviço de medicina fetal, teste do pezinho, teste da orelhinha, teste do olhinho e teste da linguinha. Possui banco de leite humano e casa da gestante, bebê e puérpera.