Meio Ambiente

Foto: Divulgação  A gestora ambiental Fernanda Noda, destaca que o acesso ao conteúdo é útil para fonte de pesquisa A gestora ambiental Fernanda Noda, destaca que o acesso ao conteúdo é útil para fonte de pesquisa

O site institucional da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), www.semarh.to.gov.br, disponibiliza dois novos instrumentos de consulta pública para fomentar o acesso às informações de execução do projeto do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e dos dados científicos sobre a vazão das bacias hidrográficas do Tocantins e que constam no Boletim de Hidrometeorologia. Os novos links de acesso são atualizados diariamente.

Ainda no ano passado, a Semarh iniciou o acesso ao Boletim de Hidrometeorologia emitido pela Diretoria de Planejamento e Gestão Hídrica. Os dados são obtidos via as Plataformas de Coleta de Dados (PCD’s) que produzem e transmitem informações de chuvas, nível dos rios e vazão, em tempo real, via satélite até os servidores da Agência Nacional de Águas (ANA) possibilitando via web e processados pelos técnicos da Sala de Situação da secretaria estadual ambiental.

O Boletim de Hidrometeorologia desta quarta-feira, 01, pode ser consultado aqui. “Antes não tínhamos dados sobre a situação das nossas bacias hidrográficas e após a instalação das 31 Plataformas podemos coletar dados com precisão e elaborar de forma eficiente um planejamento de gestão hídrica”, explicou a secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Meire Carreira.

Outro ponto destacado pela gestora ambiental é que a Sala de Situação, que fica na sede da Semarh, em breve deve inserir dados sobre a qualidade da água das 30 bacias hídricas que compõem o Tocantins. “O trabalho em campo já iniciou e foi por meio do convênio com a Agência Nacional da Água para a implantação do Qualiágua. Além dos dados sobre vazão também iremos tornar público a qualidade dos nossos recursos hídricos”, informou Meire Carreira.

Consulta

A gestora ambiental Fernanda Noda, especialista em tratamento e disposição final de resíduos líquidos e sólidos, considera a ferramenta muito útil. Mestranda em Engenharia Ambiental pela UFT, onde também é servidora, Fernanda diz que “ter acesso a dados tão precisos de bacias hidrográficas de todo o estado é muito importante para quem realiza pesquisa científica. Os dados de chuva e vazão têm toda relação entre si e podem ajudar a entender a dinâmica hídrica do estado”.

CAR

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) Tocantins Legal realizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Tocantins é executado em convênio com o Fundoa da Amazônia/BNDES. 

O Projeto visa à implementação do Cadastro Ambiental Rural no Estado, por meio de um contrato não reembolsável no valor total de R$ 40.504.400,00 entre o Governo do Estado, por intermédio da Semarh, junto ao BNDES. A pasta já recebeu a liberação de R$ 19.600.000,00 deste montante. No site, o público pode ter acesso ao relatório de repasse do orçamento e quanto já foi investido.

O projeto começou a ser executado em 2015, após a nova gestão realizar uma reestruturação e, desde então, do valor recebido, cerca de 50% foi investido na aquisição de imagens de satélite de alta resolução, na atualização da base cartográfica temática do CAR, além da melhoria da capacidade de controle e monitoramento do desmatamento ilegal realizado pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e o Batalhão Ambiental e Delegacia do Meio Ambiente.

Até o momento, foi realizada a adesão de aproximadamente 40 mil pequenos produtores rurais, o que equivale a cerca de 13 milhões de hectares cadastráveis, algo em torno de 57% do total, conforme o último balanço do CAR. Os dados também estão disponíveis no site da instituição. O prazo final do cadastramento com benefícios, que se encerraria em maio deste ano, foi prorrogado e o cadastro pode ser realizado até dezembro de 2017.