Saúde

Foto: Divulgação

Estão em falta nos postos de saúde do município de Palmas/TO as vacinas para Hepatite B e Febre Amarela. A informação foi repassada por moradores e confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) ao Conexão Tocantins na manhã desta terça-feira, 18. "Minha esposa foi ontem para vacinar meu menino, vacinas normais (de 0 a 2 anos), e ao chegar no posto teve que enfrentar um fila enorme. Quando chegou (a hora de vacinar), depois de muito tempo, ela também tentou vacinar contra a febre amarela, mas não conseguiu, já tinha acabado", relata o advogado Tarcísio Cassiano de Souza Araújo. 

O posto em que a esposa de Tarcísio foi em busca de vacinas é o da Quadra 1004 Sul. Segundo Tarcísio, que é residente na quadra, sua esposa aguardou determinado tempo para que seu filho bebê recebesse atendimento, mas pela demora pensou em ir embora porque a criança estava chorando. "Ia voltar outro dia. A mulher do posto recomendou que minha esposa não saísse porque as vacinas podiam acabar. Tá essa bagunça!", lamentou. 

O morador palmense Antônio da Silva também relatou que esteve com seu filho, que é asmático, em posto de saúde, da 406 Norte, em busca da vacina contra pneumonia, mas estava em falta. "Ele só tomou a da gripe porque a de pneumonia não tinha", disse.

Mobilização Nacional

Começou na última segunda-feira, a mobilização nacional de vacinação contra a gripe e, em Palmas/TO, equipes estão otimizando a imunização na Capital. Para o advogado Tarcísio, não adianta cobrir um lado e descobrir o outro. Segundo ele, há um direcionamento das notícias. "Hoje de manhã passou no jornal local nosso que as vacinas da gripe estão sendo bem distribuídas, que estão ajudando a população, mas o que que adianta se o cobertor é curto, se um lado te tampa e o outro sobra os pés?! Não adianta nada! Tá fazendo vacinação contra a gripe, que está muito bom, mas esquece de falar do resto, que não tem as outras vacinas. Estão direcionando notícia. Quem vê de fora acha que está uma beleza, mas não sabe que está faltando as outras vacinas que não poderiam faltar porque um posto de saúde tem que estar sempre bem munido de todas as vacinas, não só da que está fazendo campanha que no momento é da gripe. Isso se o governo municipal não falar que é culpa do Governo Federal", frisou o advogado. 

Secretaria Municipal 

Em contato com o Posto de Saúde da 1004 Sul, o Conexão Tocantins recebeu a confirmação da falta das vacinas e a atendente do posto aconselhou a entrar em contato com a Central de Vacinas de Palmas que, por sua vez, aconselhou contato com a Secretaria Municipal da Saúde (Semus) da capital. Em nota, a Secretaria de Saúde de Palmas informou aguardar repasse de mais doses e que as doses de Hepatite B e Febre Amarela devem ser recebidas na próxima semana. 

Segundo a Semus, a logística das vacinas disponibilizadas pelo SUS funciona da seguinte forma: o município solicita ao Governo do Estado que por sua vez solicita ao Ministério da Saúde responsável pela aquisição dessas vacinas. Assim que o Estado recebe o produto inicia imediatamente a distribuição aos municípios que abastecem suas unidades de saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que aguarda o repasse de mais doses de vacinas de Febre Amarela e Hepatite B que estão em falta nos Centros de Saúde Comunitários da Capital. A previsão é que a Semus receba novas doses na próxima semana.

Sesau 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), foram distribuídas, de Janeiro a Março de 2017, 21.510 doses  de Febre Amarela e, no mesmo período,  9.500 doses de Hepatite B.

De acordo com a Sesau, o Ministério da Saúde repassa mensalmente o quantitativo de doses para vacinação de rotina, de acordo com a programação pré-estabelecida anualmente. (Matéria atualizada às 14h30min de 19/04/17)