Campo

Foto: Joatan Silva

A produção de mel no Tocantins ganhará atenção especial durante a Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2017). Este ano, a Diretoria de Políticas Para Pecuária da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), terá programação de diversas atividades para estimular a produção apícola como: seminário, exposição de produtos, meliponário didático e práticas, além de palestras.

Este ano, a Feira traz como tema, “Água, a Sustentabilidade da Vida”, e será realizada de 9 a 13 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, na TO-050, saída para Porto Nacional.

Para da Diretora de Política para Pecuária da Seagro, Érika Jardim, as atividades da Agrotins buscam incentivar a cadeia produtiva do mel no Tocantins. “A Feira é uma vitrine para incentivar a atividade da cadeia produtiva do mel. Portanto, estamos levando aos produtores as inovações para produzir o mel de qualidade, com as práticas sustentáveis, e consequentemente, proporcionar a geração de renda aos produtores”, informou.

Seminário

O “Seminário: importância da apicultura frente às mudanças climáticas”, previsto para acontecer no dia 11 de maio, das 9 às 12, no Pavilhão da Pecuária, participam produtores de mel e representantes das 53 associações de produtores de mel do Estado. Os temas principais das palestras são: o perigo de exames de agrotóxico; planejamento nas atividades frente às mudanças climáticas e manejo das rainhas como forma de melhorar sua produtividade.

Meliponário

Neste espaço, os produtores e participantes poderão conhecer as práticas de produção de mel, manejo de enxames, captura e transferência de abelha sem ferrão.   

Exposição

Nos cinco dias, os produtores de mel do Estado estarão expondo produtos como mel, cera, própolis, spray, insumos, sabonetes e outros derivados de mel. 

Agrotins

A feira é promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e suas vinculadas, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) e Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) e demais instituições públicas e privadas ligadas ao setor produtivo agropecuário.