Campo

Foto: Divulgação

A Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2017) encerrou neste sábado, 13, com palestras, fechamento da mostra de animais, torneios: leiteiro e pesca esportiva, além da realização do Leilão Solidário, "Direito de Viver", com renda revertida para o Hospital de Câncer de Barretos e homenagens às pessoas e instituições que sempre contribuíram com a realização da 6ª, no ranking nacional, e maior feira da região Norte do País.

“Este é um ato fraterno e solidário, mostra que a Agrotins também contribui com ações humanitárias”, falou o secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, em nome do governo do Estado, acrescentando que: “Isto demonstra que o tocantinense é um povo solidário em contribuir por uma causa social, especialmente para ajudar pessoas que necessitam de ajuda para tratamento da saúde”.

Em relação às homenagens, Clemente Barros ressaltou que são merecidas, pois são pessoas contribuíram de forma efetiva na consolidação da Agrotins, considerada o maior portal de transferência de tecnologia da região Norte do País.

Homenageados

Engenheiro agrônomo da Seagro, Ricardo Pires; Raimundo Nonato Pires, os servidores da Seagro atuando no Centro Agrotecnológico; Adail de Santana e Jalbas Aires Manduca; secretário Municipal de Agricultura de Palmas, Roberto Sayium; e representantes da Embrapa Pesca e Aquicultura e da Unitins/Agro.  

A homenagem recebida comoveu o servidor, Adail de Santana, que esteve presente em todas as edições da Feira. “Fico muito feliz por esta homenagem a minha pessoa, isso mostra que contribui de alguma forma para a realização da Agrotins, muito importante para o setor agropecuário tocantinense”, disse.

Leilão

Para a realização do leilão contribuíram com prendas, os pecuaristas, produtores, instituições, comerciantes e a população em geral. Foram arrecadados 50 animais, uma caminhonete, televisores, bicicletas e produtos variados. Segundo a responsável pela organização do Feirão Solidário, Ana Paula Bichuette, a arrecadação solidária superou as expectativas. “Ano passado arrecadamos R$ 72 mil. Este ano, pela primeira vez que realizamos o leilão na Agrotins, esperamos dobrar ou triplicar, pois foram muitas contribuições”, disse.