Esporte

Foto: Rondinelli Ribeiro

Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Tribunal Regional Eleitoral, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Justiça Federal - Seção Judiciária do Tocantins e Defensoria Pública uniram-se para promover a 2ª edição da Corrida da Justiça. O lançamento da prova foi realizado na manhã desta terça-feira (30/5), no auditório do TJTO.

A competição, criada com o  objetivo de incentivar a prática esportiva e promover mais qualidade de vida aos servidores da Justiça e à sociedade, de modo geral, será realizada no dia 21 de outubro. Assim como na primeira edição, a largada e chegada da prova será no Tribunal de Justiça (Praça dos Girassóis), mas este ano os competidores poderão escolher entre dois percursos: um  de cinco e outro de 10 quilômetros. A Corrida da Justiça integra o Circuito Virgílio Coelho de Corridas de Rua.

Para o presidente do TJTO, desembargador Eurípedes Lamounier, o evento esportivo é um investimento na qualidade de vida da população. "Podemos observar que é cada vez maior o interesse das pessoas pela atividade física, o que é muito bom, tendo em vista que a modernidade e a tecnologia nos impõem um ritmo muito propício ao estresse e a tantas complicações nesse sentido", ressaltou, frisando também a preocupação do Judiciário com a saúde dos servidores e magistrados. "Por isso investimos sistematicamente, no âmbito da gestão de pessoas, em programas e projetos que beneficiem nossos servidores e magistrados, a exemplo da Semana da Saúde, que novamente será realizada este ano; a Ginástica Laboral, que está em franca expansão para as comarcas do estado; e o Judiciário na Medida, que hoje está em sua quarta edição em Palmas e vai chegar em breve às comarcas de Araguaína e Gurupi", complementou.

Presenças

Prestigiaram a solenidade de lançamento da 2ª Corrida da Justiça a vice-presidente e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, desembargadora Jacqueline Adorno; o diretor do Fórum da Justiça Federal, Gabriel Brum Teixeira; o procurador-chefe da Procuradoria da República no Tocantins, Álvaro Manzano; o promotor de justiça Francisco Rodrigues de Souza Filho, representando o procurador-geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira; o diretor do Núcleo Regional da Defensoria Pública em Palmas, Leonardo Oliveira Coelho, representando o defensor público geral do Estado, Murilo da Costa Machado; diretores do TJTO e servidores do Sistema de Justiça.