Geral

Relatório da Iata (sigla em inglês para Associação Internacional em Transporte Aéreo) mostra que o Brasil teve no ano passado 3,5 vezes mais acidentes do que a média mundial e que o controle de tráfego aéreo compromete a segurança dos vôos, revela reportagem publicada nesta segunda-feira pela Folha.

Segundo o documento, o país teve uma média de 2,25 acidentes por milhão de trechos voados - a média mundial foi de 0,65.

O relatório defende uma discussão das tarifas aeroportuárias, afirma ser preciso novos investimentos no setor aeroportuário e diz que a falta de um plano de contingência afeta as operações das empresas quanto à confiabilidade e eficiência.

Como objetivos de curto prazo, a Iata aponta o aperfeiçoamento da infra-estrutura dos aeroportos, incluindo pistas e áreas de taxiamento, e a implementação de um plano para diminuir os problemas do controle de tráfego aéreo. Além da solução dos problemas políticos e trabalhistas sobre os controladores de vôo e a melhoria no nível de proficiência em inglês dos profissionais, afirma a reportagem.

Por: Redação

Tags: Geral, transporte