Polí­tica

A vereadora Divina Márcia (PTN) afirma que foi surpreendida, nesta quarta-feira, 15, depois de alguns dias de ausência na Capital, com a decisão do seu partido na articulação que levou à posse do presidente regional do PTN, Junior Luiz, à frente da Secretaria Municipal de Articulação Metropolitana da capital.

Segundo a vereadora, ela está decepcionada, pois antes da viagem ficou combinado com o presidente regional de seu partido e com o vereador Folha que não seria tomada nenhuma atitude antes de sua chegada. A determinação da mudança ocorreu por meio de articulações do presidente Júnior Luiz e do vereador Folha.

“O PTN não é composto apenas pelo presidente e por um vereador, o partido elegeu dois vereadores, com a conquista de um grupo que somaram 17 mil votos”, disse vereadora.

Divina Márcia participa, hoje, de reuniões para decidir sobre o partido. Ela pede em ofício ao diretório regional e federal explicações sobre uma decisão que contraria um compromisso firmado em resolução com a Aliança da Vitória.

Da redação com informações da A.I da ver. Divina Márcia

 

Por: Redação

Tags: Divina Márcia, Folha, Júnior Luiz, Política, PTN