Geral

Foto: Manoel Junior Praia da Graciosa sob o olhar do fotojornalista Praia da Graciosa sob o olhar do fotojornalista
  • Ponte Fernando Henrique Cardoso sobre o lago da UHE Lajeado

Uma viagem monocromática pelos quatro cantos da capital mais jovem do Brasil. A captação de Palmas em branco e preto, pelas lentes do conceituado fotógrafo Manoel Júnior, é a proposta da exposição “Palmas-Quatro Cantos”, a ser lançada no próximo dia 18 de maio, às 19h30, na Fundação Cultural no endereço – Quadra 103 Norte, Av. LO-2, Conj. 01, n.ºs 57/59, CEP 77.001-022, Palmas – TO, em Palmas, em comemoração aos 20 anos da capital tocantinense. A mostra será realizada até o dia 31 de maio.

Segundo o fotógrafo, a proposta é dar “uma nova visão sobre a fotografia como instrumento artístico e estimular novas propostas nas artes visuais em Palmas utilizando a fotografia como instrumento cultural”.

“Palmas –Quatro Cantos” transforma a cidade em uma rosa dos ventos, dividida em Leste, Oeste, Sul e Norte, num recorte da capital de dimensões intransigentes, peculiares e nostálgicas. Serão apenas quatro imagens que relatam a cara da cidade e como ela se identifica aos olhos. “A idéia é propor o desafio de mostrar Palmas de forma diferente, proporcionando ao público enxergar a cidade sobre uma nova ótica, aproximando as pessoas da cidade e a cidade das pessoas, utilizando da imagem fotográfica como instrumento de discurso”, explica o fotógrafo.

Sobre o fotógrafo

Manoel Júnior é jornalista e fotógrafo, atua na área de fotojornalismo e produção cultural há 10 ano, e é pioneiro em Palmas. Tem como característica nos seus trabalhos a fotografia com composição diferentes e forte contraste. Já publicou trabalhos em revistas especializadas e também já realizou trabalhos importantes como as "Sete Maravilhas Brasileiras"; tem seu trabalho reconhecido na fotografia autoral com exposições e publicações sobre o Tocantins, especificamente Jalapão, Cantão e Palmas.

(Glês Nascimento)

 

 

Por: Glês Nascimento

Tags: Exposição, fotografia, Fotojornalismo, Manoel Junior