Estado

Na manhã desta segunda-feira, 28, Sindicato dos Bancários do Estado do Tocantins / SINTEC-TO promove uma mobilização da classe bancária nas agências da Avenida JK. A intenção dessa ação, segundo a diretoria do Sindicato, é promover o fechamento das agências de Palmas que ainda não aderiram à greve. Na ocasião será distribuído material de panfletagem, cartazes e faixas de greve para serem afixadas nas agências.

A greve no Tocantins foi decidida em assembléia, na última quarta-feira, dia 23, na sede do Sintec-TO. Os bancários tocantinenses paralisaram suas atividades na sexta-feira, 25. Até o momento estima-se que cerca de 30 agências em todo o Estado tenham aderido à greve.

Campanha Salarial

Em sua primeira fase no Tocantins, a Campanha Salarial 2009 “ouviu” os bancários, por meio de um questionário, para saber destes quais suas principais reivindicações além do aumento salarial. O questionário, contendo nove tópicos, elaborado pelo Sintec, foi encaminhado a todas as agências bancárias do Tocantins.

A data base de reajuste salarial dos bancários é o dia 1° de setembro. As reivindicações dos bancários (contratação de mais funcionários para os bancos, menos filas nas agências, maior segurança e reajuste salarial e PLR justo e digno) foram entregues aos bancos em 17 de agosto de 2009.

Na rodada de negociações realizada no dia 17 de setembro em São Paulo, a Federação Brasileira dos Bancos / FENABAN apresentou como proposta para reajuste dos salários dos bancários o índice de 4,5%. Distante da reivindicação feita pelos bancários (12%), o índice foi recusado de pronto, já na apresentação.

Transações em caso de agência bancária fechada

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), braço sindical da Febraban, informou na última quinta-feira, 24, que a automatização dos serviços bancários reduz os transtornos causados aos clientes pela greve bancária.

Em comunicado, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) destaca que, em caso de agências fechadas, a maioria das transações bancárias pode ser realizada por telefone, internet, caixas eletrônicos e correspondentes não bancários (como agências lotéricas, por exemplo, que aceitam o pagamento de contas).

De acordo com a entidade, apenas 29% dos depósitos bancários foram realizados nos caixas das agências em 2008; da mesma forma, 12% dos saques com cartão foram realizados nas agências (veja tabela).

Alguns serviços, no entanto, requerem presença do cliente na agência bancária, como saque com cheque e pagamento de boleto vencido.

Durante a greve, grande parte dos caixas eletrônicos funciona normalmente. De acordo com a Fenaban, operações em caixas bancários responderam apenas por 13% dos 44 bilhões de transações bancárias em 2008.

A grande maioria das transações, 66%, foi realizada por meio dos caixas eletrônicos de auto-atendimento (43%) e internet banking (23%).

Confira Agências que já aderiarm à greve

Agências Caixa:

Palmas

Agência Palmas

Agência Taquaralto

Parte da GIDUE (Gerência de Desenvolvimento Urbano), SR (Superintendência Regional) e RERET (Gerência de Retaguarda)

Interior

Araguaina

Colinas

Tocantinópolis

Agências BB

Palmas

Agência JK

Araguaina

Itaú

HSBC

Caixa

Fonte: Assessoria de Imprensa Sintec-TO

Por: Redação

Tags: Avenida JK, Bancários, Estado, Greve, Sindicatos, Sintec