Geral

A manhã desta quarta-feira, 18, começou com protesto dos passageiros do voo 1771 da Gol, que deveria ter saído às 4h10 da madrugada de Palmas com destino a São Paulo, fazendo escalas em Brasília e Goiânia. A aeronave chegou a decolar do Aeroporto Lysias Rodrigues no horário previsto, mas após 25 minutos de voo o comandante informou que o radar meteorológico estava com problemas e retornou à capital do Tocantins.

Assim que o dia amanheceu os passageiros foram informados que o radar havia sido consertado e que retornariam à aeronave. Já dentro do avião, foi comunicado que o voo iria direto a Goiânia, sem passar por Brasília. A mudança causou tumulto e muitos dos passageiros que tinham compromisso no Distrito Federal ou fariam conexões naquela capital não aceitaram a mudança. Os passageiros foram convidados a voltar para o aeroporto, onde foram informados que, devido ao protesto, o voo seria cancelado.

A empresa informou que uma nova aeronave será enviada a Palmas e partirá por volta das 10h30. A aeronave estava lotada, inclusive com bebês de colo, crianças e idosos. Uma mulher que faria concurso na tarde desta quarta em Curitiba não chegará a tempo.

Por: Andréa Luiza Collet

Tags: Aeroporto de Palmas, Repórter Cidadão