Estado

Foto: Eduardo de Oliveira

MANCHESTER, EUA – Afirmando que seu Estado “tem muito o que aprender com o Tocantins,” o governador de New Hampshire, Joe Lynch, assinou ontem (09/12) um acordo de Estados Irmãos com o colega brasileiro, o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB).

De acordo com o texto do acordo, os dois estados se comprometem a desenvolver parcerias em várias áreas de negócios, de troca de tecnologias para reciclagem, a projetos energia sustentável, ecoturismo e até intercâmbio de estudantes. “Nós planejamos trabalhar juntos. É óbvio que eles têm vários recursos naturais no Estado deles, e nós temos no nosso, vamos realizar colaborações que vão ultimamente gerar empregos,” disse o democrata Lynch.

New Hampshire é um Estado pouco populoso, conhecido pela sua independência política, e muito progessista na área de negócios internacionais. Segundo estatísticas do International Trade Resources Center, o braço comercial do governo de New Hampshire, o Brasil é 16ª parceiro do Estado americano, dentre uma lista de mais de 210 países.

“Sabemos que foi em New Hampshire que tudo começou nos EUA, e dá para sentir que o povo daqui ama o seu país. Aliás o slogan deles (Vida livre ou morte) se encaixa também ao nosso Estado, porque tudo o que queremos é dar uma boa oportunidade para a vida de todos aqueles que escolheram morar em Tocantins,” disse Gaguim.

A parceria que se concretizou nesta quarta-feira foi fruto de mais de 35 anos de pesquisa de um apaixonado pelos serviços ecológicos. O amor do empresário Craig Cassarino pelo Brasil começou depois que ele vendeu a sua empresa de reciclagem e foi passar as férias no Rio de Janeiro. De lá, Cassarino conheceu o Tocantins, e logo se encantou pelo modelo eco-sustentável desenvolvido pela fazenda Origini.

“Agora que todo mundo já compreende o que o Tocantins pode oferecer, podemos pegar o bom trabalho do povo de New Hampshire e transformá-lo em um grande criador de empregos aqui e lá,”disse Cassarino.

O fazendeiro e idealizador da Origini, Júlio César Rezende, acredita que ambos os estados têm qualidades complementares. “O ecoturismo hoje é um dos maiores criadores de emprego, e fazer parceria com as universidades vai nos ajudar a criar um residente mais responsável, que possa também cuidar e cobrar formas mais sustentáveis para o seu Estado,” disse Rezende.

Universidade

Nesta quinta-feira, a comitiva do Tocantins faz uma visita à Universidade de New Hampshire, onde será apresentado um projeto para a criação de um curso de EcoTurismo, que deve incluir até a visita dos alunos americanos a fazendas no Tocantins.

Outro integrante da comitiva, o prefeito da cidade de Pedro Afonso, José Júlio Eduardo Chagas, ressalta que a educação é um dos focos principais da sua administração. “O mundo de hoje está respirando o meio ambiente. E nós acabamos de criar um novo curso de ‘Educação Ambiental’ para o ensino fundamental, que é para ajudar a educar cidadãos mais conscientes,” disse Chagas.

Outra área que Chagas espera começar a solucionar através da parceria com New Hampshire é a reciclagem de lixo. “Transferir tecnologia de reciclagem é fundamental, porque o problema do lixo é sério não só no nosso município como em todo o Estado.”

Despois dos encontros dessa quinta-feira, o governador Gaguim e a primeira-dama Rose Rodrigues Pereira Amorim seguem para Copenhaguem, na Dinamarca, onde participarão da convenção mundial sobre mudança climática, evento que deve receber também a visita do presidente dos EUA, Barack Obama.

Durante a conferência com diversos governadores de vários estados ao redor do mundo, o governador Gaguim deve apresentar uma carta com diversas propostas ambientais, e o acordo de Estados Irmãos firmado com New Hampshire deve servir de exemplo de parcerias possíveis.

O restante da comitiva do Tocantins segue nesta quinta-feira para o Texas, onde deve alinhavar novas parcerias entre Brasil e EUA sobre a criação de gado para engorda.

Fonte: Secom