Geral

Foto: Divulgação

Na data limite para homologação de candidaturas para as eleições deste ano, os pré-candidatos que tiveram seus nomes divulgados em lista do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins ainda correm para resolver suas pendências junto à justiça eleitoral.

O deputado estadual Paulo Roberto (PR), que na semana passada já havia informado ao Conexão Tocantins que a Câmara Municipal de Taguatinga, cidade que havia sido prefeito, já enviou ao TCE a certidão negativa que comprovaria a regularidade de suas contas no período de gestão municipal. “Meu pessoal está lá baixando o processo que ficou em aberto”, informou.

De acordo com o deputado, ele já havia comunicado ao TCE a autenticidade de suas contas públicas, mas no entanto, mesmo assim, a corte havia colocado seu nome entre os políticos considerados “ficha suja”. “Não sei se foi por maldade, ou por negligência”, completou.

Stálin Bucar ataca credibilidade do TCE

Outro deputado do PR que também teve seu nome divulgado na “lista negra” do TCE foi Stálin Bucar. O parlamentar, que, em seus discursos na tribuna da Assembleia Legislativa, vem sistematicamente atacando a credibilidade do tribunal, ressaltou que a atitude da corte em julgar suas contas irregulares foi um ato político. “Ninguém pode confiar num tribunal que julga politicamente e não tecnicamente”, completou.

Sem querer atacar todos os membros do colegiado, Bucar afirmou que existem pessoas entre os juízes do TCE “pessoas que não cumprem com o que a lei determina”. De acordo com o deputado, esta “ação política” prejudicaria na decisão final referente às contas públicas de futuros candidatos. “Fica aí fazendo julgamento sem fundamento jurídico nenhum, sem amparo legal”, atacou.

Bucar ressaltou, no entanto, que existe, na Câmara Municipal de Miranorte, o registro da certidão negativa aprovando “por mais de dois terços todas as contas”. Stálin afirmou ainda que uma liminar já foi impetrada pela justiça junto ao tribunal de contas que permitindo a homologação de sua candidatura. O deputado destacou que ainda nesta manhã já terá tudo confirmado para a eleição deste ano. “Estou agora em busca é de voto”, afirmou.

O deputado Ângelo Agnolin (PDT), pré-candidato a deputado federal pela coligação do governador Carlos Gaguim (PMDB) também teve seu nome divulgado em uma lista do Tribunal de Contas do Estado. No entanto, até o fechamento desta matéria, Agnolin não foi encontrado pela reportagem do Conexão Tocantins.