Campo

Foto: Divulgação

Na sexta-feira, 8, a partir das 9h, Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro), por meio da Subsecretaria de Energias Limpas, a empresa BioVerde e parceiros, reúnem-se com agricultores familiares para inclusão de projeto social para produção de amendoim. O encontro acontece, em duas cidades: pela manhã em Silvanópolis (9h); e à tarde, em Santa Rosa (14h).

Segundo informações da Subsecretaria de Energias Limpas, a iniciativa do projeto é voltada para atender os pequenos produtores das comunidades rurais para o plantio de amendoim para produção de óleo. Nos encontros serão apresentados os critérios e normas para que os agricultores possam incluir no projeto. Para atender a demanda da empresa será necessário um investimento em torno de R$ 30 milhões para fomentar os agricultores.

A expectativa é envolver, inicialmente, cerca de 200 agricultores da região, ocupando uma área de 10,8 mil hectares. Neste primeiro momento, serão 1,8 mil ha cultivados. A BioVerde será responsável para capacitar e dar assistência técnica de qualidade aos agricultores. Essa atividade pode gerar uma renda mensal de R$ 1 mil por agricultor.

Selo

A BioVerde faz parte do projeto do governo Federal “Selo de Biocombustível Social. As empresas recebem esse selo por promoverem a inclusão social e o desenvolvimento regional por meio da geração de emprego e de renda aos agricultores familiares do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar.

Amendoim

O amendoim se destaca como uma atividade agrícola rentável para pequenas propriedades desde que haja emprego da tecnologia adequada. Além disso, a demanda interna pelo amendoim é bastante ampla. A produção aumentou expressivamente nos últimos anos, alcançando na safra de 2007/2008, 30,8 mil toneladas.

Participam do encontro BioVerde, Seagro (as subsecretarias de Energias Limpas e Assentamentos e Pequenas Propriedades),Banco da Amazônia, Sindicato de Trabalhadores Rurais, Adapec, Ruraltins, prefeituras municipais, agricultores familiares e empresas de alimentos a base de amendoim.

Fonte: Ascom Seagro