Polí­tica

Foto: Heber Fidelis

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 21, o prefeito de Fortaleza do Tabocão, João Batista de Oliveira, conhecido como João Cirino afirmou que se considera sem Partido atualmente.

O gestor é filiado ao PMDB mas disse que desde o pleito do ano passado está sem ambiente na legenda. “Eu apoiei Siqueira e minha situação está desconfortável no Partido, me considero sem Partido”, revelou.

João Tabocão salientou que não tem recebido respaldo da legenda. “Já até me ameaçaram de me expulsar do partido”, frisou.

O prefeito comparou sua situação com à do ex-governador Moises Avelino que enfrenta resistência de alguns peemedebistas desde que confirmou pretensão para disputar a Prefeitura de Paraíso do Tocantins. “Já tem deputado do partido dizendo que o retorno de Avelino é estranho e incomodado com isso”, pontuou.

Novo partido

O prefeito negou que tenha recebido convite da senadora Kátia Abreu para integrar ao PSD e salientou que não pretende ir para a nova sigla. “Não quero ir para o PSD”, reforçou.

Há uma preferência pelo PT, segundo o prefeito, mas não houve ainda convite para integrar os quadros da legenda. “Meu coração é do PT mas não tenho convite ainda”, disse.

João Tabocão aguarda também orientação do grupo do governador para escolher uma nova legenda. O prefeito já é reeleito no município mas confirmou pretensão de disputar a prefeitura de Guaraí em 2012. “Eu quero tentar a Prefeitura de Guaraí”, informou. O PMDB tem como pré-candidato no município o ex-deputado Manoel Bueno.

Reclamação

O gestor frisou que sua administração está muito difícil em razão da falta de apoio. “O município está esquecido e sem apoio”, disse. A escolha do novo partido do gestor deve ser escolhido até 7 de outubro deste ano.