Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual Raimundo Palito afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta sexta-feira, 30, que marcou conversa com o presidente regional do PP, Lázaro Botelho para este sábado, 1º.

Na pauta está a decisão do deputado de deixar ou não o partido para ingressar na nova legenda, PSD, coordenada pela senadora Kátia Abreu no Estado.

O deputado alega falta de valorização no partido. “Eu não sou valorizado, nem ouvido no PP”, salientou. Neste contexto ele citou o episódio da filiação do empresário Carlos Amastha. “Eu nem fui chamado para o evento de filiação em Brasília”, disse. Palito é o único deputado estadual da legenda.

O deputado confirmou que vários aliados de seu grupo político principalmente em Araguaina se desfiliaram da legenda. “Eu falei para todos que não vou interferir com relação a escolha de partido porque depois não quero ser culpado”, frisou o deputado . Muitos aliados do parlamentar tem pretensões para 2012 e vêem em outras legendas mais espaço para tentarem disputar.Palito salienta que vai continuar apoiando os companheiros não importa o partido.Entre os aliados do PSD a ida do parlamentar é dada como certa.

O parlamentar frisou que a primeira garantia que pretende ter do presidente regional é a valorização e participar das discussões e atividades do partido.