Campo

Foto: Joatan Silva

O delegado federal do MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário no Tocantins, Agostinho de Oliveira Chaves e o assessor de políticas agrárias da Fetaet – Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Tocantins, Gilvan Alves da Silva, foram recebidos pelo secretário executivo da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Ruiter Pádua. A visita teve como propósito discutir as parcerias para as ações da delegacia do MDA para o Tocantins em 2012.

O primeiro assunto a ser tratado foi a parceria do Governo do Estado na realização da Conferência Estadual de Assistência Técnica e Rural, que acontece no próximo mês, em Palmas. De acordo com o delegado, participarão 120 pessoas, delegados representantes das instituições ligadas a capacitação e assistência do setor agrícola que vão discutir as propostas do Tocantins para conferência nacional de ATER, marcada para abril, em Brasília.

Chaves explicou que as discussão das conferências serão em torno dos cinco eixos definidos pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, que são desenvolvimento sustentável; diversificação da agricultura familiar e redução das desigualdades; políticas públicas; gestão, financiamento, demanda e oferta dos serviços de ATER; e a metodologia e abordagem da extensão rural. “O objetivo é propor diretrizes para o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pronater)”.

O delegado disse ainda que será elaborado um texto base do sistema de ATER e discutidas as propostas de fortalecimento das entidades, além de propor metodologias adequadas na capacitação, acompanhamento e elaboração de projetos voltados para a agricultura familiar. “Enfim, serão dois dias para elaborarmos um direcionamento das políticas públicas do Estado para a agricultura familiar”, completou.

O Projeto Nutre do MDA também foi apresentado durante a visita. Segundo Chaves o projeto visa à inserção de empreendimentos coletivos da agricultura familiar dos municípios e os seus produtos no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “O Nutre prevê reuniões com empreendimentos e gestores da Educação, realização de diagnósticos dos empreendimentos, Planos de Negócios, Projetos de Venda, Projeto de PAA e Pronaf”, frisou.

O secretário executivo da Seagro prometeu fazer um estudo para verificar as possibilidades no apoio dos eventos e projetos do MDA para o Tocantins, mas adiantou que o orçamento de 2012 ainda não foi liberado. “O Governo do Estado tem total interesse em participar ativamente destas ações, pois não adianta o recurso sem a assistência técnica. Pensar a agricultura familiar é pensar em oferecer assistência e extensão”, argumentou Pádua. (Ascom Seagro)