Saúde

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado do Tocantins –SEET notificou nesta quinta-feira, 8, a direção do Hospital e Maternidade Pública Dona Regina em Palmas, quanto às cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho –CCT. O documento foi entregue para a diretora geral da unidade Alba Lúcia Menezes Sá Muniz. Estiveram presentes, o Presidente do SEET, Ismael Sabino da Luz, a Diretora geral Rosangela Silva e a Diretora social Elza Lustosa.

O sindicato exigiu o cumprimento das cláusulas 18.ª e 19.ª da CCT -Convenção Coletiva de Trabalho, que garante aos trabalhadores repouso intrajornada, instalações adequadas para este fim e aparelhos sanitários completos, incluindo chuveiros com água aquecida.

“Isso está determinado e não é o que está acontecendo. Hoje os profissionais estão com dificuldade para encontrar um lugar adequado para descansar e isso não pode acontecer. É irregular!”, conta o Presidente.

Sobre a alimentação, a CCT prevê que as empresas, ou instituições deverão fornecer refeições de qualidade e gratuitamente aos profissionais da enfermagem, sem que se configure salário in natura, do seguinte modo: três refeições para os que trabalham em turno de 12 horas (plantões), neste caso dois lanches e uma refeição completa.

“O Dona Regina precisa resolver essa situação o quanto antes, já que todos os prazos estipulados para que se adequasse já se esgotaram”, conta o presidente. (Ascom Seet)