Estado

Foto: Divulgação

O juiz de Vara Criminal de Dianópolis, Ciro Rosa de Oliveira, acolheu o pedido do Ministério Público Estadual em Ação Civil Pública (ACP) e afastou na última sexta-feira, 1º junho, quatro vereadores da cidade de Dianópolis. Nove parlamentares, além de duas servidoras da Câmara de Vereadores são acusados de concessão e uso indevido de diárias .

De acordo com o promotor de Justiça Luiz Francisco de Oliveira, os vereadores receberam diárias no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2011, em supostas viagens para fora do Município, quando não chegaram sequer a sair da cidade de Dianópolis. Em outros casos, as justificativas apresentadas não diziam respeito a qualquer atividade do Poder Legislativo Municipal, o que caracteriza tais despesas como ilegítimas.

Assim como pedia a Ação, foram afastados pelo período de quatro meses, os vereadores Reginaldo Rodrigues de Melo (ex-presidente da Câmara), Osvaldo Barbosa Teixeira, (Presidente da Câmara), Elacy Silva de Oliveira Guimarães, Rafael Campos de Almeida e da servidora Adriana Reis Silva e Souza, que poderão responder por formação de quadrilha.

O presidente e o ex-presidente da Câmara são acusados de ordenar despesa não autorizada por lei, bem como do crime de peculato-apropriação, condutas ilícitas previstas no Código Penal. Os demais indiciados deverão responder pelos crimes de peculato-apropriação e corrupção passiva. (Ascom MPE)