Cultura

Foto: Divulgação

O secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Divaldo Rezende, lança nesta terça-feira, 10, o livro “Biodiversidade e Carbono Social”, escrito em parceria com o economista italiano Stefano Merlin. O lançamento acontece dentro da programação oficial da Flit – Feira Literária Internacional do Livro, em Palmas, no espaço do Café Literário, a partir das 20h30.

Rezende e Merlin trabalharam juntos no desenvolvimento da metodologia do carbono social, a partir da experiência de implantação do primeiro projeto de sequestro de carbono do Brasil, articulado com comunidades indígenas da Ilha do Bananal e seu entorno. “Poucas pessoas no Tocantins sabem que esse Estado é pioneiro de uma metodologia de sequestro de carbono que atualmente é adotada por diversos países”, pontuou o secretário.

O livro trata do conceito da metodologia do carbono social, que alia projetos de redução da emissão de gases de efeito estufa com o desenvolvimento sustentável, gerando renda e melhorando a qualidade de vida das comunidades onde a metodologia é adotada. Na obra, Rezende e Merlin revelam o contexto em que o conceito do carbono social foi criado, sua aplicação social e mercadológica, os benefícios para a biodiversidade, para as comunidades e as questões das mudanças climáticas.

Mais lido

Recentemente “Biodiversidade e Carbono Social” foi indicado em uma reportagem da Revista O Globo, como sendo o mais lido entre 10 livros escolhidos por um grupo de jovens empreendedores sócio-ambientais. O livro foi escrito em 2009 e é editado na Europa pela Universidade de Aveiro, de Portugal, em parceria com a Editora Afrontamento.

Divaldo Rezende informa que são somente 50 exemplares disponíveis no lançamento que acontece na Flit. “É a primeira vez que lançamos e o livro já está esgotado”, brinca. Segundo ele, no Brasil o livro é distribuído pela própria Universidade de Aveiro, mas ainda não havia sido organizado um lançamento oficial do mesmo. (Ascom/Semades)