Campo

Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira, dia 06, propriedades rurais de seis municípios da região do Bico do Papagaio irão receber a equipe do Projeto de Ação de Melhoramento Genético do Rebanho Tocantinense. O projeto é desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, e vai acontecer até domingo, dia 12, em propriedades inscritas de Luzinópolis, São Bento, Cachoeirinha, Angico, Santa Terezinha e Nazaré. Ao todo, 250 protocolos de IATF – Inseminação Artificial por Tempo Fixo - serão realizados nesta etapa.

No primeiro semestre de 2012, cerca de mil vacas de leite foram inseminadas pelo Programa, mas a meta da Seagro é fechar o ano com mais de 2.500 protocolos. “Neste primeiro momento, selecionamos as matrizes e aplicamos os hormônios. Dez dias depois é realizado o protocolo de IATF”, disse o coordenador de Desenvolvimento Animal da Seagro, Claúdio Lobato, acrescentando que vários municípios já têm animais adultos que são frutos de inseminações do projeto.

As ações de melhoramento genético garantem maior produtividade dos animais, reduzindo custos dos produtores. Em Aparecida do Rio Negro, na Fazenda Giruá, o produtor Iraci dos Santos, viu a quantidade de leite produzida por vaca aumentar de cinco litros por dia para 12 litros. “Isso porque as vacas aneloradas recebem semens de raças leiteiras como a girolando e gir, num processo de apuração e melhoria do grau de sangue”, explica Lobato.

Projeto

No último dia 30 de julho, o município de Santa Tereza do Tocantins, a 86 km de Palmas, recebeu a equipe da Seagro. Sete propriedades foram beneficiadas com o programa. Implantado desde 2005, a Ação de Melhoramento Genético da Seagro já inseminou mais de 13 mil matrizes, transformando o rebanho de gado leiteiro e aumentando a produtividade dos animais.  

Para participar, o produtor deve apresentar comprovantes de vacinação do rebanho e de exames, além de mencionar o peso, a idade das matrizes e confirmar sobre a questão sanitária e nutricional do rebanho. Todas as informações devem ser repassadas ao escritório do Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins no município ou na sede da Seagro. O projeto está sendo executado em parceria com outros projetos exitosos como: Balde Cheio (Sebrae), Desenvolvimento de Gado de Corte (Sebrae), DRS Leite (Araguaína) e do Território do Bico do Papagaio.

A Seagro custeia o laboratório móvel de melhoramento genético e os técnicos que realizam as inseminações. Os produtores ficam responsáveis pelo exame de brucelose dos animais e pela aquisição do sêmen que será utilizado.  (Ascom Seagro)