Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Mesmo num mês em que maioria dos parlamentares não compareceu nas sessões, as despesas da Assembleia Legislativa do Estado neste mês de setembro foram de R$ 11.956.074,32 milhões, mais do que os meses anteriores.

Segundo o Portal da Transparência o gasto foi de R$ 11.956.074,32 milhões sendo apenas R$ 6.200.999,07 milhões para pagamento de vencimentos. Mais de um milhão foi gasto com obrigações patronais. Com passagens e locomoção de pessoal a AL gastou pouco mais de R$ 65 mil.

A Casa de leis está em obras e neste mês a despesa com este quesito foi de R$ 560 mil. Para pagar locação de mão-de-obra o Legislativo desembolsou cerca de R$ 107 mil. Mais de R$ 700 mil, segundo o Portal, foi gasto pata pagar serviços de terceiros. A Casa de leis está em obras e neste mês a despesa com este quesito foi de R$ 560 mil. Para pagar locação de mão-de-obra o Legislativo desembolsou cerca de R$ 107 mil. Mais de R$ 700 mil, segundo o Portal, foi gasto pata pagar serviços de terceiros.

O departamento responsável pelo relatório das sessões realizadas na AL informou que foram realizadas 16 sessões no mês de setembro no entanto o relatório ainda não foi fechado. No final de setembro o presidente da Casa, Raimundo Moreira (PSDB) comentou ao Conexão Tocantins sobre a ausência dos deputados neste mês já que maioria estão com agenda nos municípios apoiando seus candidatos que disputam a eleição municipal deste ano.

Segundo Moreira, mesmo com as ausências o trabalho parlamentar não ficou prejudicado. Com relação ás faltas dos deputados o presidente frisou que se ausentar para dar apoio político ás bases eleitorais faz parte do trabalho dos parlamentares.

No mês de agosto a Casa de leis teve um gasto geral de R$ 10.757.419,18 milhões. Em julho as despesas foram na ordem de R$ 10.120.808,83 milhões.