Esporte

Foto: Manoel Lima ;

Valendo uma medalha de bronze nas Olimpíadas Escolares no Handebol masculino, a partida entre o Tocantins e o Goiás foi muito equilibrada, com raros momentos de vantagem mais ampla por parte de uma equipe, assim como havia sido o primeiro confronto entre ambos, na abertura dos Jogos. Entretanto, ao contrário do embate de estreia, desta vez os goianos se saíram melhor e venceram os tocantinenses pelo placar de 24 a 19, deixando os representantes do Estado com a quarta colocação na categoria 15 a 17 anos das Olimpíadas, encerrando as atividades do maior evento esportivo estudantil do Brasil, que ocorreu em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

O fato de já ter vencido o rival no início do torneio, para muitos, poderia ter sido o fator negativo que gerou certa “confiança excessiva” nos tocantinenses; porém, segundo o sincero capitão da equipe, Yuri Matos, o motivo da derrota foi um só: os goianos jogaram melhor. “Nós erramos muito mais; nada estava dando certo dentro de quadra, principalmente no primeiro tempo, que deve ter sido o pior que já jogamos juntos. Isto mexeu com o psicológico do time todo, que sabia que estava mal; e o Goiás aproveitou bem esta situação, jogou de maneira correta, ampliou o placar e conseguiu levar o jogo até o final com a vantagem. Parabéns para ele por isto”, disse o tocantinense.

Ainda conforme o aluno-atleta Yuri, metade do time ainda possui idade para buscar mais uma participação nas Olimpíadas Escolares, e ele espera que esta experiência sirva como alerta para os que vieram a ficar e entrar na equipe. “A derrota fica como aprendizagem, para que todos levem mais a sério os treinos, se dediquem mais. Nós tivemos a chance de ganhar uma medalha, mas perdemos esta oportunidade; que isto não venha a se repetir com os que forem continuar a participar das Olimpíadas”, afirmou o aluno-atleta de 17 anos, que se esqueceu de destacar que esta foi a melhor campanha de uma equipe masculina de Handebol do Tocantins na categoria 15 a 17 anos dos Jogos. (Ascom Seduc)