Polí­tica

Foto: Valério Zelay

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP) fez um balanço do primeiro mês de sua gestão na capital. O gestor avaliou que a "interação e agilidade" de sua equipe  marcaram os primeiros 31 dias e as primeiras ações. Amastha comentou ainda que pretende reunir na próxima semana os partidos da linha de oposição no Estado para começar à construir uma frente de partidos.

Sobre a oposição que pretende reorganizar no Estado, o gestor disse que quer unir as legendas da base da presidente Dilma Rousseff. “Vou fazer oposição a tudo que eles representam”, disse.

O secretário de Desenvolvimento Econômico Luiz Carlos Borges da Silveira e o secretário de Governo e Relações Institucionais, Tiago Andrino vão coordenar a ação. Amastha defende que o PP comece a trabalhar vários nomes para lançar como candidato ao governo em 2014.

Na parte administrativa o prefeito comentou que em 90 dias as creches noturnas já começarão a ser implantadas. “A creche não vai ficar no molde da educação e será ligada ao Desenvolvimento Social”, disse. O gestor informou somente que as creches funcionarão na estrutura das escolas.

Outro projeto de campanha são os Shoppings a Céu Aberto que, conforme contou o gestor, já estão com projeto de andamento.

Maioria                             

O secretário Tiago Andrino afirmou ao Conexão Tocantins que a base de apoio do prefeito tem 13 vereadores. No entanto outros parlamentares já teriam sinalizado a adesão.