Estado

Foto: Aldemar Ribeiro

Após dois dias de diálogo teve fim neste sábado, 2, a visita da comitiva espanhola ao Tocantins e também foi encerrado o Seminário de Desenvolvimento Sustentável para Cooperação Amazônia Legal – Espanha. Como resultado da visita, foram assinados protocolos de intenção para a criação do Centro de Referência Internacional de Irrigação e Agricultura de Baixo Carbono (Circa) e material genético para a produção da raça de gado Retinto no Estado.

“Essa foi uma visita de muitas facetas. Permitiu aos representantes do Governo espanhol e empresários um maior conhecimento do Estado do Tocantins e seus projetos futuros. Tivemos importantes acordos fechados e a partir disso vamos poder desenvolver mais projetos conjuntamente”, afirma o ministro da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente da Espanha, Miguel Arias Cañete.

Segundo o Félix Dias, diretor da Tragsa no Brasil, todos os empresários que vieram ao Estado saíram daqui com duas ou três linhas de negócios já definidas para investir. “A avaliação que fazemos da visita é tremendamente positiva, não só porque conseguimos vincular muitas empresas espanholas às tocantinenses em vários setores, principalmente agronegócio e construção civil, mas também pelos dois acordos importantes que assinamos”, avalia.

“A visita foi excepcional, muitos empresários espanhóis já estão fechando negócios com empresas do Tocantins, já têm investimentos concretos para serem realizados. E no âmbito governamental, foi uma linha direta estabelecida entre o Estado e a Espanha. Temos agora uma relação de amizade e confiança para que a gente possa ampliar a cooperação com o país não só em agricultura, meio ambiente, indústria e comércio, mas também em educação, turismo e outras áreas de ponta, onde eles têm experiência”, relata o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Tocantins, Divaldo Rezende.

Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário, Jaime Café, a visita demonstra o prestígio que o Tocantins tem no contexto mundial. “Esse é um momento muito importante para o Estado, pois vislumbramos que vamos poder aproveitar muito da experiência dos espanhóis para alavancarmos a nossa irrigação e criação de gado”, destaca.

Oportunidade

O diretor da empresa tocantinense Grison & Cia, Wilson Grison, disse estar satisfeito pela oportunidade de conhecer o grau de interesse dos empresários espanhóis no Tocantins. “Nós temos um projeto para uma área de cultivo irrigado de açaí na região do Vale do Araguaia e estamos buscando recursos. Acredito que a partir desse encontro vai ser possível costurar uma proposta de parceria”, comenta. Grison também parabenizou a iniciativa do Governo do Estado de convidar os empresários tocantinenses para negociar com os investidores. "Sou pioneiro no Tocantins e nunca tinha visto um governo abrir espaço para participação do empresariado em encontros como este, que reuniu empresários e autoridades da Espanha", pontua.

O diretor técnico da empresa espanhola Matinsa-FCC, Fernando Enriquez, também avaliou o evento como positivo e anunciou: "já estamos preparando os projetos para investir no Tocantins”. (Secom)