Economia

Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira, 18, os representantes da companhia francesa de transporte marítimo CMA CGM, Erich Inbiriba e Thales Oliveira, foram recebidos na SIC – Secretaria Estadual da Indústria e Comércio onde puderam conferir palestra sobre as potencialidades do Tocantins. 

O evento reuniu o secretário da Indústria e do Comércio, Paulo Massuia, a internacionalista e técnica da SIC, Milena Fernandes, o chefe de gabinete da Federação das Indústrias do Estado (Fieto), José Roberto Fernandes e a representante do Ecoporto de Praia Norte, Sandra Krammer.  

Na ocasião, o secretário Paulo Massuia apresentou o potencial logístico do Estado, destacando a criação do Entreposto Fiscalentre o Estado do Amazonas e do Tocantins, que facilitará o escoamento de produtos fabricados na ZFM – Zona Franca de Manaus para as regiões Sul e Sudeste do País, através dos modais que o Estado apresenta, entre eles, a Ferrovia Norte Sul, que liga os estados do Pará e São Paulo; o Ecoporto de Praia Norte, na região do Bico do Papagaio, destinado a embarque e desembarque de mercadorias via fluvial; além das opções aéreas, através do Teca – Terminal de Cargas do aeroporto de Palmas, em fase de licitação de construção; e rodoviária, com ligações de Campinas-SP até Praia Norte-TO. 

Os empresários visitam o Tocantins com o objetivo de realizar uma prospecção de investimentos e conhecer o potencial de produção do Estado. Para o gerente da companhia no Brasil, Erich Inbiriba, a primeira atividade realizada no Estado foi positiva e veio de encontro às expectativas do grupo: “Tudo o que ouvimos hoje só fortaleceu a nossa estratégia. A CMA chega sempre antes de seus concorrentes, porque vamos à busca de informações. Descobrimos o projeto e acreditamos nele. É por isso que estamos aqui”. 

Massuia ressaltou ainda a conveniência gerada pelo sistema logístico do Estado a empresas que utilizam o Porto de Itaqui, em São Luis do Maranhão-MA, para escoamento de produção, fato que chamou a atenção dos visitantes, que também são beneficiados pelo porto: “em Itaqui, concretizamos um projeto de conteinerização de carga de ferro níquel, além de outros. É justamente isso que fazemos: focamos em projetos pioneiros e estamos à disposição para desenvolver e contribuir com ações como esta”, afirmou Inbiriba. 

Frete mais barato

Outro ponto destacado nesta manhã foi o ganho nos custos dos investidores no Estado.“O Tocantins possui uma localização estratégica fantástica, o que possibilita a produtores rurais e industriais uma redução de até 35% dos custos de carga, de frete e ainda de seguro, além de abrir inúmeras portas para a importação e exportação de insumos”, ressaltou o gestor. 

Posição estratégica que tem chamado a atenção de investidores. É o que o titular da SIC lembra ao finalizar palestra: “Entre todos os Estados pelos quais a Ferrovia Norte Sul passa, o Tocantins é o que apresenta maior número de pátios multimodais, dispondo de um total de seis contra dois em São Paulo, Goiás e Maranhão. Só no pátio de Palmas/Porto Nacional, está instalado o maior terminal multimodal da BR Distribuidora. Tudo isso mostra a competitividade que o Tocantins oferece, não apenas no quesito logístico, mas em outros também, como o oferecimento de linhas de créditos diferenciadas, incentivos fiscais atrativos e abundância em energia e mão de obra”.

CMA CGM 

Presente em todos os continentes do globo, com agências operando em 150 países, a empresa francesa CMA CGM se constitui na terceira maior companhia marítima do mundo e a primeira em seu país de origem. No Brasil, especificamente na região Norte, a CMA CGM ocupa a posição de maior empresa no ramo de transporte conteinerizado.  

O grupo lidera o mercado mundial de transporte de carga refrigerada, fato que fomentou a visita ao Tocantins, Estado que tem como segunda maior pauta de exportação, a carne bovina. (Ascom SIC)