Estado

Foto: Divulgação

A comunidade quilombola Malhadinha, localizada em Brejinho de Nazaré, foi a primeira das 27 comunidades reconhecidas no Estado do Tocantins a receber a visita técnica do assessor dos afrodescendentes do Departamento de Proteção dos Direitos Humanos e Sociais da Secretaria de Defesa Social (Seds), historiador André Luiz Gomes. O objetivo foi dar inicio a uma análise situacional do povoado onde vivem 480 pessoas de 72 famílias remanescentes de quilombos, com levantamento socioeconômico para atualização de banco de dados que garantem acesso aos programas do governo.

Informações como situação de moradia, saneamento básico, acesso a programas sociais, educação, saúde, entre outros são alguns dos quesitos que compõem o cadastro. Segundo Gomes, um dos fatores importantes nas comunidades é o fortalecimento de suas associações. “Sem a associação em dia, a política pública não chega aos moradores”, destaca o assessor, salientando que durante as visitas tratará do assunto com as lideranças de cada comunidade quilombola.

O presidente da associação de Malhadinha, pastor José Rodrigues, retrata o resultado de se ter um grupo fortalecido. “A comunidade vem crescendo e se estruturando melhor e todos nós que vivemos aqui queremos melhorar a cada dia”, afirma.

A próxima comunidade a ser visitada pela Secretaria de Defesa Social será a Corrégo Fundo, que fica à 26 km de Brejinho de Nazaré.