Polí­tica

Foto: Divulgação

Não sou

Após ser empossado como secretário da Saúde de Palmas, Nicolau Esteves negou ao Conexão Tocantins que seja pré-candidato ao governo. “ Não sou pré-candidato, esse não é meu objetivo”, afirmou. Segundo ele, sua intenção é construir um projeto para Palmas e para o Estado. Ele contou ainda que o desejo de uma candidatura na verdade parte de alguns petistas. Na posse dele só faltou Raul Filho e Solange Duailibe que são contra o atual comando do partido.

Contornou

Aliás o secretário contornou as críticas feitas pela presidente do Simed, Janice Painkow antes da cerimônia de posse da qual ela também participou. Diz ele que vai trabalhar em parceria e ouvir as demandas do Sindicato.

Josi sondada

 A surpresa da posse de Nicolau foi a presença da deputada Josi Nunes do PMDB que já foi convidada para ingressar no partido, segundo informou o deputado José Roberto Forzani. Josi inclusive teve fala na cerimônia de posse mas saiu de fininho antes de terminar. Do jeito que anda o PMDB não seria mesmo impossível que a parlamentar buscasse outra legenda...

O operacional

Se o Tiago Andrino é o secretário político, diz o vereador Waldson da Agesp que o secretário Marcílio Ávila é o operacional do governo Amastha.

De olho em 2014

Para quem acha que o ex-presidente regional do PTN, Junior Luiz está sumido ele tem sido visto com frequência em vários municípios principalmente durante eventos na cidade. Com claras pretensões de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa mas sem depender de nenhum grupo político específico ou desfrutar de um cargo no governo, Junior contaria com o apoio de sete prefeitos para sua caminhada política, segundo aliados. Além dos apoios ele prepara a saída do PTN depois de um período conturbado em que ele fez várias críticas e acusações contra o atual comando do partido. E muitos insatisfeitos do PTN devem acompanhar Junior Luiz.

Quer sim!

E por mais que o empresário e presidente da Fieto, Roberto Pires tenha negado nas hostes petistas o nome dele é sim visto como uma possibilidade. “ Mas com certeza ele quer sim”, disse um membro do partido logo mais cedo em evento na prefeitura. Caso Pires não seja o nome a aposta é o secretário Borges da Silveira e não está descartado até mesmo o atual prefeito Carlos Amastha (PP).