Estado

Foto: Divulgação

Hospitais maternidades do Estado do Tocantins receberão 30 unidades de cartório para registro de certidão de nascimento de recém-nascidos.  O projeto ‘Tire sua Certidão, seja um Cidadão’ é resultado de um convênio do Governo do Tocantins, através da Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds), e o Governo Federal com o objetivo de erradicar o sub-registro no Estado.

De acordo com a diretora de Proteção dos Direitos das Etnias e Minorias da Seds, Karina Leiko Mito, a meta é que nenhuma criança nascida no Tocantins saia das maternidades sem certidão de nascimento. A escolha dos 30 hospitais foi feita a partir de estudo e pesquisa. “O Governo Federal definiu quais deveriam ser os 30 hospitais e com base nessa orientação traçamos os critérios de escolha dos hospitais para receber as unidades de cartório. Dentre outros requisitos, a seleção foi feita com base na quantidade de nascimentos por ano”, explica.

A diretora diz que conforme informações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), 25.035 crianças nasceram em 2011 no Estado e segundo dados do IBGE somente 23.766 foram registradas no mesmo ano. “Com essas informações pudemos chegar ao resultado que 1.269 nascidos vivos ficaram sem certidão de nascimento no Tocantins, com base nesses números a Secretaria traçou como meta a erradicação do sub-registro em todo o Tocantins”.

Segundo Karina, a criança sem Certidão de Nascimento fica excluída de todos os direitos e benefícios de qualquer cidadão. “Acredito que esse seja o maior benefício que o Governo Federal proporciona ao cidadão, pois só com a Certidão de Nascimento a pessoa terá acesso a se matricular em escolas, tirar RG, CPF e ter direito a participar de programas sociais”, observa.

Com o convênio, cada um dos 30 hospitais receberá um computador, impressora, ar-condicionado, móveis de escritório e um software do Portal de Serviço Eletrônico Compartilhado, para implantação das Unidades Interligadas de Maternidades, que funcionarão como cartórios para registro de nascimento de pessoas.

A previsão é de que em um mês o serviço dos Cartórios esteja em funcionamento. 

Hospitais Maternidades que receberão cartórios:

Hospital de Pequeno Porte Nossa Senhora Aparecida – Ananás

Hospital de Pequeno Porte de Araguacema – Araguacema

Hospital Regional de Araguaçu – Araguaçu

Hospital e Maternidade Dom Orione – Araguaína

Hospital de Pequeno Porte de Araguatins - Araguatins

Hospital Regional de Arapoema – Arapoema

Hospital Regional de Arraias – Arraias

Hospital Regional Augustinópolis – Augustinópolis

Hospital Municipal de Colinas – Colinas

Hospital de Pequeno Porte Elia Dias Barvosa – Colméia

Hospital regional de Dianópolis – Dianópolis

Hospital Municipal Hermíno Azevedo Soares – Formoso do Araguaia

Hospital de Pequeno Porte de Goiatins _ Goiatins

Hospital Regional de Guaraí – Guaraí

Hospital Regional de Gurupi – Gurupi

Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida – Itacajá

Hospital de Pequeno Porte Osvaldo Cruz – Itaguatins

Hospital Regional de Miracema – Miracema

Hospital de Pequeno Porte de Dr. Fred Nunes – Natividade

Hospital e Maternidade Dona Regina – Palmas

Hospital Municipal Francisco Macedo – Palmerópolis

Hospital Regional de Paraíso – Paraíso

Hospital Regional de Paranã – Paranã

Hospital Regional de Pedro Afonso – Pedro Afonso

Hospital Municipal de Peixe – Peixe

Hospital Materno Infantil Tia Dedé – Porto Nacional

Hospital de Pequeno Porte Senhora Santana – Silvanópolis

Hospital Municipal São João Batista – Taguatinga

Hospital Municipal José Sabóia – Tocantinópolis

Hospital Regional de Xambioá – Xambioá (ATM)