Polí­cia

Foto: Divulgação

A Consulplan – empresa organizadora do concurso público da Polícia Militar do Tocantins, publicou nesta quarta-feira, 9, o edital de convocação para os exames psicológicos dos candidatos aprovados na etapa anterior do certame. Ao todo, 450 candidatos (uma vez e meia o número de vagas) foram chamados para o teste psicológico, incluindo aqueles que estão com recursos em vigência. A avaliação será realizada no próximo dia 20, às 9h, no Colégio Marista, em Palmas.

O presidente da comissão do concurso, coronel Jaizon Veras, informou que o certame está transcorrendo dentro da normalidade. De acordo com ele, a inclusão dos candidatos com situação sub júdice foi para dar maior celeridade ao processo seletivo. “Caso não haja provimento aos recursos impetrados, o candidato será automaticamente eliminado. Se houver provimento, ele ou ela assumirá a vaga e o candidato pior posicionado será o eliminado”, explicou.

Passada a avaliação psicológica, as próximas etapas são a entrega dos exames médicos, a investigação social e, por fim, o curso de preparação de soldados, com duração de seis meses e bolsa auxílio de R$ 800. “A novidade para este certame é a realização de exames toxicológicos juntamente com os exames médicos”, pontuou Veras.

Aqueles que superarem todas as etapas do certame, incluindo o curso de formação, serão integrados à corporação como soldados da Polícia Militar com vencimento inicial de R$ 3.228,28.

O edital de convocação para os exames psicológicos do concurso da PM do Tocantins está disponível no site da Consulplan.

Concurso

Em andamento desde o mês de abril, o concurso para soldado da PM recebeu número recorde de inscritos o que levou à abertura de mais locais de prova, inclusive no estado de Goiás. Passada a primeira fase (prova escrita), os classificados foram avaliados no Teste de Aptidão Física (TAF). Ao todo, o certame conta com seis etapas, incluindo o curso de preparação de soldados. (ATN)

Por: Redação

Tags: Consulplan, Jaizon Veras, Polícia Militar