Polí­tica

O vereador Iratã Abreu (PSD-TO) contestou na sessão desta quarta-feira, 9, a afirmação do presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação Pública e Urbana do Tocantins (Sintecap-TO), Eliseu Geraldo de Melo, de que a entidade vem sofrendo pressão política. Iratã afirmou que não será um presidente de sindicato que vai reprimir o trabalho dele e do vereador Waldson da Agesp (PT) na Câmara Municipal de Palmas.

Em entrevista a alguns portais de notícias, dentre eles o Conexão Tocantins, Melo afirmou que Iratã Abreu e o vereador Waldson da Agesp o procuraram com questionamentos e críticas à empresa Terra Clean, responsável pela coleta de lixo na Capital, e de que eles queriam usar o sindicato para ataque político contra a Prefeitura de Palmas.

Segundo o vereador, ele sequer conhece o presidente do Sintecap e jamais falou com ele, nem por telefone. Iratã ressaltou também que ele e Waldson, que é um legítimo representante da categoria, estão fazendo o seu papel e que este parece não ser o caso do sindicalista.

“O senhor Eliseu está na verdade do lado errado. Ele está defendendo a empresa e não a categoria. Como alguém que preside um sindicato vai para a imprensa defender a empresa e não a categoria? É a primeira vez que vejo um sindicato ao lado do patrão e não do trabalhador,” disse Iratã.