Estado

O Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Estado do Tocantins – SEET realiza na próxima terça-feira, 17, a partir das 14 horas, em frente a Secretaria da Administração, um protesto referente a regularidade do pagamento das gratificações. O Sindicato alega que apesar do direito, garantido em Lei, o governo não vem cumprindo a determinação.

Na pauta também consta uma série de outras reivindicações. A Gratificação de Urgência e Emergência (GUEM), UTI e Unidade NEONATAL são direitos adquiridos pelos profissionais da Enfermagem através Lei depois de mais de oito meses de muita discussão. Projetos elaborados, discutidos, aprovados e que viraram lei. (Lei 2.692, de 21 de dezembro de 2012).

De acordo com o presidente do SEET, Ismael Sabino da Luz, os pagamentos, ao contrário do estabelecido na legislação Estadual, vem sendo descumpridos.

“O recebimento do benefício na prática está sendo sistematicamente pago com atrasos, que chegam há cinco meses. E o pior é que há profissionais que não recebem a gratificação porque não são efetivos. A leitura que fazemos disso não tem como ser outra: discriminação”, disse o presidente.

O Sindicato também cobra o pagamento das progressões verticais, sendo que a lista dos profissionais aptos a receber já foi publicada no Diário Oficial do Estado. Também quanto a dificuldade do recebimento dos plantões extras e adicionais noturno e de insalubridade.

“Vamos às ruas protestar. Não vamos aceitar que o Governo trate a enfermagem de qualquer jeito. Temos nossos direitos e vamos cobrar!”, enfatizou o presidente.

Por: Redação

Tags: Ismael Sabino da Luz, Seet