Polí­tica

Foto: Divulgação Vereador Nasci da Ótica Vereador Nasci da Ótica

O vereador de Miracema do Tocantins, Manoel do Nascimento Pereira Silva Nasci (PMDB), conhecido como Nasci da Ótica, acusa o também vereador Saulo Milhomem (PRTB) de ter recebido em 2011 e 2012 ainda quando não exercia a função de vereador, valores em dinheiro na gestão do prefeito anterior, Junior Evangelista, e que segundo Nasci seriam destinados a manutenção de poços artesianos, cacimbas e açudes. O vereador afirmou ao Conexão Tocantins que Saulo, na época, não efetuou o trabalho de manutenção no poço artesiano que fica na região de Brejinho. Nasci ainda disse que possui provas, inclusive contratos assinados por Saulo e ex-prefeito. Saulo Milhomem afirma desconhecer ter recebido as quantias.

Segundo Nasci em 2011, Saulo Milhomem teria recebido o valor de R$ 60 mil reais para as manutenções, já em 2012 segundo Nasci, Saulo teria recebido o valor de R$ 45 mil reais com os mesmos fins, manutenção de poços, cacimbas e açudes e ainda disse ter todos os documentos comprovando o repasse de verba. “Fiz um requerimento em 26 de janeiro de 2014 e tive acesso à documentação na sexta-feira, 14, tenho contratos assinados, notas, etc. comprovando o repasse do benefício”, afirmou.

Nasci ainda afirmou ao Conexão Tocantins que Saulo é primo do ex-prefeito e que ao ser beneficiado com o montante, o ex-vereador não teria cumprido de certa forma com os os descritivos do contrato por não ter atendido a região de Brejinho. “Aqui na região de Brejinho, o pessoal desconhece essas manutenções, o contratante recebeu para dar manutenção e aqui não realizou os trabalhos”, afirmou.

Nasci da ótica ainda disse ao Conexão Tocantins que no período de julho a dezembro de 2012 o poço artesiano que existe na região de Brejinho não funcionou e não teve manutenção. “Se ele recebeu para dar manutenção, como é que o poço da região de Brejinho passou tanto tempo sem funcionar?” argumentou.

O vereador Saulo Milhomem afirmou ao Conexão Tocantins que desconhece ter recebido qualquer tipo de montante. “Abro até minha conta, nunca entrou e nunca recebi para isso, não tenho conhecimento”, disse ele que ainda salientou: “É difícil eu estar falando sobre isso, não tenho conhecimento, é tudo mentira, sei nem pra onde vai furar uma cacimba, nunca recebi para esse serviço, ele vai ter que provar”, finalizou.

Outra denuncia

Recentemente a vereadora Hadul de Carvalho Bucar Alencar (PRTB), mais conhecida como Maria Bala, pediu a cassação do mandato de Nasci da Ótica, sob acusação de quebra de decoro parlamentar. Segundo a vereadora, Nasci estaria exigindo pagamentos por horas de serviço prestadas com as máquinas da prefeitura do município.

O requerimento de Maria Bala foi protocolado na Câmara Municipal de Miracema que montou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a denuncia feita pela vereadora.

O relator do caso é o vereador Saulo Milhomem, que agora está sendo denunciado pelo vereador Nasci da Ótica.