Estado

Foto: Dennis Tavares

Uma parceria entre regional Norte 3 da CNBB e o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Defesa Social (Seds) visa realizar a partir desta segunda-feira, 31, até o dia 8 deste mês, a Semana Social Cáritas, que este ano reforça a Campanha da Fraternidade de 2014, que aborda o tráfico humano. Na prática, distribuição de material educativo de prevenção e orientação sobre as abordagens de aliciadores e conversas sobre o tema ocorrerão ao logo da BR 153, atingindo 27 cidades do Tocantins. Na manhã desta segunda-feira, 31, a abertura da campanha aconteceu no auditório da Assembleia Legislativa.

Dom Philip Dickmans, bispo da diocese de Miracema do Tocantins, integrante da Comissão de Justiça e Paz da Cáritas, conclamou as pessoas a participarem de forma efetiva também com denúncias de casos. “A sua voz e sua palavra podem fazer a diferença, calar também faz a diferença”, e fazendo uso da liturgia diária, citou a leitura do livro do Profeta Isaías 65,17-21, destacando a criação de um novo céu e uma nova terra. Presente na ocasião, Dom Pedro Brito Guimarães, arcebispo de Palmas, destacou a existência de um tripé que gera o tráfico. “Primeiro a miséria, pessoas que não têm meio de sobrevivência e se aventuram, aceitando propostas. Segundo a ganância, pessoas que querem ganhar dinheiro de forma ilícita, não no trabalho árduo do dia a dia. E em terceiro, o julgamento da impunidade, pessoas fazem de tudo para não serem descobertas e têm a sensação de que não serão punidas”, e interpretou o cartaz da CF 2014 onde existem imagens de mãos de crianças, adultos e jovens acorrentadas, remetendo aos diversos tipos de atividades aos quais essas pessoas são submetidas, frutos do tráfico.

O titular da Pasta de Defesa Social, Nilomar dos Santos Farias, destacou um levantamento da ONU que descreve ser de U$ 32 bilhões o valor advindo do tráfico, destes, 85% da exploração sexual. “Temos que denunciar o tráfico humano, para isso disquem 100, não podemos deixar que pessoas sejam vendidas como mercadoria”. O anfitrião do evento, deputado Estadual Sandoval Cardoso, disse ter percebido, à frente do executivo, o papel relevante que a igreja desempenha na sociedade. “Entendo que nós podemos fazer uma corrente do bem e transmitir o assunto durante toda essa semana, para que a gente possa colher os frutos”.

Padre João Barbosa, coordenador de Pastoral da Diocese de Miracema do Tocantins, mencionando a CF de 2014, destacou que quanto ao papel profético da igreja, a característica marcante da CF é a denúncia, sobretudo, neste tema; e o anúncio da boa nova. A ação contempla as dioceses de Miracema, Porto Nacional, Tocantinópolis, prelazia de Cristalândia a arquidiocese de Palmas. Estiveram presentes o coordenador da Cáritas, padre André Drumond e a coordenadora de Assistência ao Preso e ao Egresso da Seds, Rosana Barreto, representantes da Polícia Federal e Militar. A primeira ação da equipe ocorre hoje às 16h, no Posto Trevo em Taquaralto.