Polí­tica

Foto: Divulgação

A utilização de máquinas retroescavadeiras do PAC em propriedades particulares de gestores públicos está causando polêmica no Estado do Tocantins. No último final de semana o vereador Edson Gomes (PT) tirou fotos e fez vídeos que mostram uma máquina do PAC 2 na propriedade do secretário de Agricultura do município de Almas. Agora é a vez da vereadora de Miracema do Tocantins, Maria Bala (PRTB), que também tirou fotografias de uma retroescavadeira e uma caçamba do PAC 2 , segundo ela, prestando serviço em propriedades particulares.

Segundo a vereadora, a máquina e a caçamba foram fotografadas no dia 12 de abril, nas propriedades particulares de um analista do Tribunal de Contas, Pantaleão Tavares Neto, e de um contador da Prefeitura de Miracema, Calisto. A vereadora confirma autoria nas fotografias e contou como soube do ocorrido. “Eu que fui 1 hora da manhã. Me ligaram, corre Maria Bala que o maquinário está aqui na chácara do funcionário do Tribunal e vai trabalhar amanhã o dia todo. O maquinário foi na sexta para trabalhar no sábado, e pode ver nas fotos que tem o material pronto do lado da casa.

Na opinião da vereadora a situação é grave. “Eu achei isso grave, porque um funcionário do Tribunal de Contas, sendo beneficiado com as máquinas do PAC 2, essas máquinas são para prestar serviço para o pequeno produtor e vejo que os produtores tiveram que pagar para o vereador Nasci (Nasci da ótica) por hora de máquina, eu pergunto, qual foi o motivo?”, questionou.

Maria Bala questionou o porquê de os produtores terem que pagar. “Por que os produtores da região de Brejinho e do Irmão Adelaide tiveram que pagar dinheiro para o vereador nasci e outro ter que dar novilha, bezerra para o um funcionário da Prefeitura. Enquanto na propriedade do funcionário do Tribunal de Contas os maquinários lá, e ai?”, questionou.

A vereadora ainda salientou a rapidez por parte dos acusados em remover as máquinas dos locais ao saberem da denúncia. “Depois da denúncia que fiz tiraram e foi ligeiro”, ironizou

Secretario

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural de Miracema, Iris Rodrigues de Aquino, através de ofício, as máquinas foram utilizadas para manutenção de estrada a pedido de aproximadamente 21 chacareiros da região do Balneário. Segundo ele, com os maquinários na região, os chacareiros trabalharam até às 18 horas, e decidiram deixar no período da noite em frente à chácara que é do analista, porque tinham pessoas no local, e após isso acontecer à vereadora Maria Bala, teria ido ao local e tirado fotos.

“O pantaleão está sendo vítima, ele não pediu nada para o município, foi deixada lá sem autorização dele, porque iam pegar para trabalhar no outro dia, e o que ele fez foi doar o cascalho dele para fazer o aterro da estrada, agora o Calisto, ele tem uma chácara na região que foi feita a estrada, eu não entendi a denúncia dela,”, salientou.

“Lá tem mandioca, lá tem arroz, tem feijão, é muita gente lá, demos assistência em todos os aspectos, tanto na estrada, como na gradagem. A produção lá é grande e o município precisa dar assistência”, finalizou.