Polí­tica

Foto: Divulgação "Infelizmente a população não veio nos apoiando"

Vários movimentos resolveram integrar-se em manifestação em frente à Assembleia Legislativa, neste domingo, 04. Em dia de eleição indireta, várias pessoas caracterizadas de palhaço e com cartazes do tipo “Os deputados tem preço e o voto definido”, “Indireta hoje é teatro” e “Isso é uma vergonha”, protestam contra a eleição.

Representando os movimentos, Diogo Cunha Barbosa, afirmou ao Conexão Tocantins que mesmo sendo manifestação apartidária, movimentos com faixas políticas resolveram marcar presença e demonstrou insatisfação. Estudante de gestão pública e idealizador do movimento “Um Grito de Liberdade”,Diogo afirmou que mesmo sendo apartidário e por viver em democracia, “não temos como controlar, não temos como excluir, montamos a estrutura e foram aglomerando, por livre e espontânea vontade, a nossa ideia era reunir 300 pessoas pelo movimento mais infelizmente, falta conscientização”, disse.

No ato da manifestação, faixas do Psol integram entre outras de “Um Grito de Liberdade” e “Eu Também Quero Votar”. Diogo demonstrou insatisfação com a quantidade de pessoas manifestando em prol de mudanças na política do Estado. “Momento de tristeza, porque estamos aqui reivindicando, cobrando respostas, compromisso e infelizmente a população não veio nos apoiando”, salientou.

Aparentemente poucas pessoas participam. Diogo Cunha ainda pontuou prioridades do movimento a qual é idealizador e confirmou que o movimento não cessará com suas reivindicações.