Polí­tica

Foto: Divulgação

A juíza eleitoral da 21ª Zona Eleitoral de Augustinópolis, Nely Alves da Cruz, decretou no último dia 06 de junho a perda de mandato eletivo do prefeito e vice-prefeito do município de Praia Norte do Tocantins, respectivamente Jader Jaime Felix Pinheiro e José de Araújo Padilha, ambos do PSB. Ouvido pelo Conexão Tocantins, o prefeito afirmou que irá recorrer e que está sendo injustiçado.

Jader é o prefeito mais novo do Estado, 23 anos, e ganhou as eleições de 2012 com 50,08% dos votos, se tornando prefeito de Praia Norte. Entre as denuncias contra o prefeito e seu vice, estão a de abuso de poder econômico, fraude nas eleições de 2012, transporte ilegal de eleitores para comícios, compra de votos, contratação irregular de servidores municipais, etc.

Jader afirmou ao Conexão Tocantins que ficou surpreso com a decisão e que tudo não passa de descontentamento de seu opositor, candidato nas eleições de 2012, Kalebe Lima do PSDB. Segundo Jader, Kalebe fez as denuncias. “Vou recorrer, vou procurar a justiça, ta dentro do prazo e eu vou recorrer. São denuncias do candidato que perdeu as eleições pra mim, como ele não ganhou votos ele procurou um meio na justiça para tentar derrubar meu mandato, infelizmente a juíza acatou o pedido, julgou procedente”, afirmou ele se referindo ao Kalebe.

O prefeito ainda disse ter sido injustiçado. “De certa forma eu fui injustiçado, tudo que dizem que eu cometi eu não cometi”, disse.

Sentença foi publicada no TRE nesta segunda-feira, 09 e a partir de terça-feira, 09, os denunciados tem três dias para recorrerem. Se reconhecido, comprovado reconhecimento das condutas abusivas no período eleitoral, via de consequência, será decretada a perda dos diplomas e dos mandatos se for o caso, dos representados. Com decretação da inelegibilidade, pelo período de 08(oito) anos, bem como, realização de novas eleições no respectivo município, para os cargos em foco.