Polí­tica

Foto: Divulgação

O eleitor do Tocantins terá cinco opções para a disputa ao Governo do Estado na eleição de outubro deste ano: Sandoval Cardoso do Solidariedade, Marcelo Miranda do PMDB, Ataídes Oliveira do Pros, o professor universitário Élvio Quirino (Psol) e o bancário Carlos Potengi (PCB).

O prazo para que os partidos registrem as candidaturas vai até o dia cinco de julho.

Segundo a lei nº 9.504/97, o pedido de registro deve ser instruído com autorização do candidato, por escrito; prova de filiação partidária; declaração de bens, assinada pelo candidato; certidão de quitação eleitoral; certidões criminais fornecidas pelos órgãos de distribuição da Justiça Eleitoral, Federal e Estadual; entre outros documentos.

O grupo do governo tem 18 partidos apoiando a reeleição de Sandoval já a oposição se dividiu. As três maiores forças oposicionistas estão juntas: PMDB indicou Marcelo ára cabeça de chapa e a senadora Katia Abreu o PV indicou Marcelo Lelis paa vice e o Pt indicou Milne Freitas para primeiro suplente ao Senado.

Ataídes se uniu ao PPL e PTN e encabeça a chapa com o deputado estadual Sargento Aragão para o Senado.

O Psol lançou o nome do professor Elvio Quirino e o vice, Joaquim Rocha, do mesmo partido já o PCB lançou apenas o nome de Potengi.