Educação

Foto: Divulgação/Seduc
  • Foto - Manoel Lima
  • Foto - Manoel Lima
  • Foto - Manoel Lima

A estudante Mariana Borges da Silva, aluna do Instituto Federal de Educação e Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), foi a tocantinense selecionada para representar o Estado na edição de 2014 do Parlamento Juvenil do Mercosul. A estudante e outros 26 jovens dos demais estados brasileiros e do Distrito Federal viajam, em agosto deste ano, para a Argentina.

A representante do Tocantins tem 17 anos e cursou todo o ensino fundamental em escolas da rede estadual. Ela conta que está orgulhosa em ser a porta-voz dos alunos tocantinenses em eventos nacionais e internacionais. “Foi muito gratificante esse reconhecimento pelo que mostramos durante a conferência e que vai além da representação estadual”, afirmou.

Em sua primeira viagem para o exterior, Mariana destacou que está ansiosa com a troca de experiências com os demais estudantes sul-americanos. “Na Argentina, junto com os alunos dos outros países, vamos elaborar uma carta para os parlamentares do Mercosul sobre o que pensamos para a melhoria da Educação a partir das nossas experiências como estudantes”, disse.

No Tocantins, a seletiva do Parlamento Juvenil do Mercosul mobilizou mais de três mil alunos de 30 instituições de ensino básico das redes estadual, municipal e federal. Os estudantes participaram de três etapas seletivas e foram escolhidos por meio de redação sobre o tema: “O Ensino Médio que Queremos”. Do estado, três estudantes seguiram para a etapa nacional, que selecionou Mariana como representante do Estado.

Para a coordenadora estadual do Programa na Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), Márcia Ribeiro de Paula, o encontro foi importante porque os alunos tiveram a oportunidade de debater temas de interesse da juventude brasileira, em especial os relacionados à Educação. “Foi um momento muito positivo onde eles expuseram suas ideias para a melhoria da Educação no país, assim como os pontos em que podem contribuir para que isso aconteça”, ressaltou.

Ações nas escolas

Da rede estadual, também participaram da conferência nacional o aluno Dalcy Marques Cunha, da Escola Estadual Guilherme Dourado, em Araguaína; e Laís Ferreira de Brito, do Centro de Ensino Médio Antônio Povoa, em Dianópolis.

Orientados pela coordenação estadual do programa e pelo Ministério da Educação, os dois estudantes vão desenvolver, junto com a jovem embaixadora tocantinense, ações do programa em escolas públicas do Tocantins de 2014 a 2016, com temas de interesse dos educandos do ensino médio.

Dalcy é aluno da 2ª série do ensino médio e está empolgado com a possibilidade de levar para estudantes da escola onde estuda e de outras unidades de ensino os assuntos que foram tratados durante a conferência. “Foi muito importante para minha formação como cidadão e está sendo algo que está contribuindo para mudar minha visão de mundo. Acho que posso ajudar a levar todo esse conhecimento para outros alunos para que se sintam assim como estou me sentindo”, destacou.

Para Laís, de 15 anos, a participação no evento nacional foi uma experiência enriquecedora em diversos aspectos. “Conhecer novas pessoas, novas culturas, os debates sobre a Educação, tudo isso foi muito rico para mim como pessoa e como estudante. O fato de poder participar desse processo político educacional e ter voz é muito importante”, frisou.

O programa

Na etapa nacional foram selecionados os 27 jovens, um estudante por unidade federativa, que representarão o Brasil em encontros nacionais e internacionais promovendo o protagonismo juvenil e a integração no Mercosul, abrindo espaços para a discussão de temas de interesse comuns aos jovens dos diversos países.

Esta é a terceira seleção para o Parlamento Juvenil do Mercosul, formado por estudantes dos países que integram o bloco Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. (Ascom Seduc)