Campo

Foto: Divulgação

Com o objetivo de demonstrar a ausência de atividade do vírus da Peste Suína Clássica-PSC em suínos do Tocantins e manter o status sanitário livre da doença, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) reuniu-se nesta última quinta-feira, 4, em Palmas, com seus coordenadores de campo para tratar das ações que já terão início na próxima terça-feira, 9. No total serão visitadas 320 propriedades rurais e colhidas entre 2,5 mil a 3 mil amostras de sangue de suínos. Na ocasião também foram distribuídos kits para colheita de material.

De acordo com a responsável técnica pelo Programa Estadual de Sanidade de Suídeos da Adapec, Jakeline Almeida Lemos Vernier, o inquérito é sempre realizado a cada dois anos nos estados que compõem a zona livre da doença e abrange os animais adultos acima dos oito meses de idade. “O Ministério da Agricultura (Mapa) sorteia os municípios e informa o número de propriedades a serem visitadas para que possamos realizar a sorologia que deve ser finalizada até o dia 22 de setembro”, disse.

O material coletado será enviado ao Lanagro, laboratório oficial do Mapa, para diagnóstico. “Realizamos este encontro para informar também sobre a padronização dos procedimentos em relação à colheita correta do material nos animais, visando à qualidade, a identificação correta e o acondicionamento”, explica o responsável pela divisão epidemiológica da Adapec, César Romero.

O responsável pelo Programa Nacional de Sanidade Suídea-PNSS na Superintendência Federal da Agricultura-SFA-TO, Welciton Assunção Alves, disse que o inquérito é também um pré-requisito para o reconhecimento internacional livre da doença, já que atualmente o Tocantins é reconhecido nacionalmente. “Temos uma parceria com a Adapec que executa as ações do inquérito que nós coordenamos. Queremos com esta ação também fomentar a criação de suínos para avançar em novos mercados que já sinalizaram interesse de investir no Estado”, disse.

Dados

O Tocantins é livre da PSC desde o ano de 2001. O rebanho de suínos em 2014 já chega a 268.746 animais, a grande parte é de criação de subsistência. Os municípios que concentram o maior número de animais é Araguatins, Formoso do Araguaia, Porto Nacional, Dois Irmãos e Gurupi. O Estado conta com 11 granjas produtoras e dois frigoríficos, sendo que um é registrado no Serviço de Inspeção Estadual-SIE e o outro no Serviço de Inspeção Municipal-SIM que estão localizados nos municípios de Palmas e Gurupi, respectivamente.

Peste Suína Clássica

A PSC, também conhecida como febre suína ou cólera dos porcos, é uma enfermidade contagiosa, causada por vírus  e muitas vezes fatal aos suínos. Os principais sintomas são: depressão e febre alta, hemorragias, regiões avermelhadas, entre outras. (Ascom Adapec)