Empregos e Serviços

Foto: Divulgação

Os funcionários dos Correios do Estado do Tocantins podem paralisar seus trabalhos nos próximos dias, como contou ao Conexão Tocantins o secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios (Sintect), Daniel Pereira Martins. Segundo o secretário, os funcionários solicitam a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) um reajuste salarial. Caso não haja acordo satisfatório, haverá greve no próximo dia 17 de setembro.

Os funcionários esperam que a ECT reajuste a inflação de 1° de agosto de 2013 a 1° de agosto de 2014, que haja um aumento linear de R$ 300 para todos os funcionários e 10% de aumento salarial, segundo Daniel Pereira.

De acordo com Daniel, nos dias 09 e 10 deste mês foram realizadas assembleias em várias cidades do Estado para votação de uma primeira proposta econômica apresentada pela ECT que era de 6,5 % e também para indicativo de greve para o próximo dia 17. Segundo Daniel, a proposta foi rejeitada por unanimidade e o indicativo de greve aprovado com apenas duas abstenções.

Ainda de acordo com o secretário, está prevista a apresentação de uma segunda proposta pela Empresa de Correios e Telégrafos nesta segunda-feira em Brasília. 

Com a proposta em mãos, o secretário afirmou ao Conexão Tocantins que haverá novamente votação em outras assembleias que já estão marcadas para a próxima terça-feira , 16 e para quarta-feira, 17. Amanhã, 16, estão marcadas nas cidades de Araguaína, Gurupi, Porto Nacional, Guaraí e Colinas do Tocantins.  Já na quarta, 17, acontecerá uma única sessão em Palmas. “Se a categoria entender que a proposta contempla não vai ter greve”, afirmou.