Polí­cia

Foto: Patrulha na Net Assalto em agência dos Correios de Santa Terezinha do Tocantins Assalto em agência dos Correios de Santa Terezinha do Tocantins

De acordo com dados repassados ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 05, pelo Sindicato dos Trabalhadores nos Correios (Sintect), 21 agências dos Correios no Tocantins foram vítimas de bandidos desde o início de 2014 até o momento. 

O assalto mais recente aconteceu ontem, 04 de novembro em Santa Tereza do Tocantins. Dois indivíduos armados adentraram na agência dos Correios que fica localizada no centro do município e anunciaram o assalto, roubando aproximadamente R$ 8 mil. Até o momento, não se tem informações oficiais se os bandidos foram presos.

Em fevereiro, duas agências foram assaltadas sendo elas a de Babaçulândia e Brasilândia. Em março as vítimas foram às agências dos Correios de Dianópolis e Sandolândia.

O mês de abril foi o que mais registrou atuações de bandidos as agências dos Correios do Estado. O município de Brasilândia, Araguatins, Couto Magalhães, Santa Terezinha e Rio dos Bois foram assaltadas ou arrombadas no mês.

No mês de maio, Xambioá, Ananas e Darcinópolis foram assaltadas ou arrombadas. Em junho, Barra do Ouro, Ananas novamente e Augustinópolis foram assaltadas ou arrombadas, sendo que em Augustinópolis houve ainda sequestro. Em Palmeirante do Tocantins, a Agência do município foi vítima de assalto em julho.

Em setembro, Araguacema e Almas foram assaltadas. As agências de Itaporã e Barrolândia foram assaltadas no mês de outubro, sendo que, em Barrolândia houve ainda sequestro. Novembro mal começou e já registra um assalto a Agência dos Correios de Santa Terezinha. Assalto acontecido na última terça-feira, 04.

Sintec

De acordo com o secretário do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios (Sintect), Daniel Pereira Martins, faltam investimentos por parte da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) para que aja o sentimento de segurança nas agências. De acordo com o secretário, apenas a agência dos Correios de Araguaína possui porta com detector de metais. “Se houvesse um investimento na colocação de portas com detector de metais e fossem colocados seguranças armados em todas as agências, entendo que isso já reduziria bastante a insegurança e o medo que nossos colegas (funcionários dos Correios) estão convivendo diariamente”, afirmou.

Daniel fez relação ao Estado de Goiás onde todas as agências já possuem segurança armado e grande parte já tem porta com detector de metais, que segundo ele, reduziu o número de assaltos significativamente naquele Estado.

Para o secretário do Sindicato faltam políticas de investimento em segurança por parte da direção “pois o que podemos perceber é que a única preocupação é com o patrimônio da empresa”, salientou.