Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

O candidato ao Senado, deputado estadual Sargento Aragão (Pros), cobrou, na manhã desta terça-feira, 23, explicações da presidente do PMDB no Tocantins, senadora Kátia Abreu, sobre a participação de motorista e veículo a serviço do partido e que foram envolvidos no escândalo do dinheiro apreendido no avião em Piracanjuba/GO

O parlamentar cobrou ainda que seja apurado quem depositou o dinheiro do escândalo do avião. Aragão disse que ainda não havia falado sobre o assunto por não ter nenhuma informação oficial, porém afirmou que a senadora, como presidente da sigla, deveria ter se pronunciado.  

“As informações divulgadas pela imprensa são que o motorista e o veículo que levou o dinheiro até a pista de pouso estão a serviço do PMDB que é presidido pela senadora Kátia Abreu. E ela não vai se pronunciar? É importante que a senadora fale até mesmo para dizer o que aconteceu e se esse motorista e o carro são mesmo do PMDB”, questionou Aragão. 

Aragão disse ainda que se a senadora é presidente do partido, ela deve prestar informações ao povo tocantinense. “A senadora tem algo com esse escândalo? Ela tem que informar a todos os motivos do motorista e o veículo do PMDB estarem envolvidos nisso, ou ela não responde pelo partido no Tocantins?”, falou Aragão.

O parlamentar apontou que é importante que o caso seja investigado e os fatos apurados. “Quem depositou o dinheiro na conta? Isso a Polícia tem que responder, pois se alguém depositou, foi identificado. E quem foi? A população tocantinense precisa saber”, finalizou Aragão.