Polí­tica

Foto: Divulgação

A senadora Kátia Abreu (PMDB) recebeu 41,65% dos votos válidos nesta eleição de 2014 e se reelegeu ao Senado da República. Eduardo Gomes (SD) ficou em segundo lugar com 40,76% dos votos.

Dos outros candidatos que concorriam ao mesmo pleito, o Sargento Aragão (Pros) ficou em terceiro lugar com 15,94% dos votos válidos, seguido de Élvio Quirino (Psol) com 0,97% e Ceiça do PCB que obteve 0,69% dos votos. 

A eleição de Kátia era considerada fácil de acordo as pesquisas que vinham sendo divulgadas, entretanto, o deputado federal Eduardo Gomes encostou perigosamente nesta reta final. Kátia ficará mais oito anos no Senado, ao lado de Vicentinho Alves (SD) e Ataídes Oliveira (Pros), que era suplente e assumiu a após a morte do senador João Ribeiro (PR) no final do ano passado. Vicentinho e Ribeiro se elegeram em 2010. 

Kátia Abreu tem como seus suplentes o petista Donizeti Nogueira (PT) (1º suplente) e Bispo Guaracy (PSD) (2º suplente). Especula-se que, caso a presidente Dilma Rousseff venha se eleger, a senadora possa ser convidada para assumir algum ministério e neste caso o petista Donizeti Nogueira assumiria a vaga no Senado.

Perfil

Kátia Abreu é nascida em Goiânia/GO e estudou psicologia. Casada com o fazendeiro Irajá Silvestre, teve dois filhos, Irajá Abreu que também se reelegeu para deputado federal pelo PSD e Iratã Abreu que é vereador na capital Palmas. A senadora tem uma história de superação, pois ainda nova, com apenas 25 anos, ficou viúva quando seu marido morreu em um acidente de avião. A partir dai resolveu assumir a frente da propriedade rural que herdou e iniciou uma carreira de sucesso no agronegócio, setor que é representado por ela no Congresso Nacional. Kátia também é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil.