Campo

Foto: Divulgação

Com abertura de novas áreas de plantio de soja no Tocantins, a projeção é de que a próxima safra 2014/2015, tenha um aumento de mais de 10% na área de plantio e 20% na produção. A safra 2013/2014 resultou no plantio de área de 748.460 mil hectares, com uma produção de 2.059,10 mil toneladas e uma produtividade que ultrapassou os 2,8 mil quilos por hectare, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento- Conab. Os números representam um aumento de 34% na produção em relação à safra 2012/2013 e coloca o Estado como o maior produtor da região Norte.

Os municípios que se destacam na abertura de novas áreas do grão é Porto Nacional, Silvanópolis e Almas, além da área que abrange Paraíso e segue até Caseara. Atualmente, a maior área plantada, de aproximadamente 68 mil hectares, está localizada no município de Campos Lindos. “A cultura da soja está em constante expansão no nosso Estado e isto é o reflexo de uma condição climática privilegiada, acompanhamento fitossanitário das lavouras e investimentos de novas tecnologias”, disse o presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente.

A Agência de Defesa Agropecuária tem visitado as áreas de produção para fazer o levantamento da área plantada, além de monitorar a incidência de ferrugem asiática e da lagarta helicoverpa. “O plantio da nova safra deve se intensificar na segunda quinzena de novembro devido à previsão da estabilidade climática. Com isso, acreditamos que teremos ótimos resultados na produtividade”, disse o diretor de defesa vegetal da Adapec, Luís Henrique Michelin.

Matopiba

De acordo com o levantamento da Conab realizado neste mês de novembro, na região do Matopiba (sul do Maranhão, leste do Tocantins, sul do Piauí e oeste da Bahia), onde o plantio da soja costuma ser tardio em relação às Regiões Centro-Oeste e Sudeste do País, analisou-se a condição para o início de plantio (pré-plantio). Assim como observado nessas regiões, as chuvas ocorreram abaixo da média. No mês de outubro, foram mais favoráveis em Tocantins. O prognóstico de 7 dias indicou maiores volumes de chuva para Tocantins e Oeste da Bahia. (Ascom Adapec)