Estado

Foto: Divulgação Seagro foi a última pasta a ser visitada pela comissão de Marcelo Seagro foi a última pasta a ser visitada pela comissão de Marcelo

A Comissão de Transição do governador eleito Marcelo Miranda (PMDB) encerrou o trabalho de visitas e interlocução com os órgãos do governo estadual. Após semanas de levantamentos e busca de dados e informações a equipe indicada pelo governador trabalha agora na elaboração do relatório geral que será apresentado a Miranda. A última pasta a ser visitada foi a de Agricultura nesta quinta-feira, 11.

A apresentação do relatório com os pontos principais e situação de cada pasta e área da atual gestão será feita no dia 17 pela equipe ao governador. Os membros da comissão vão trabalhar durante todo o final de semana para concluir  e organizar todas as informações. “ No dia 17 o relatório final estará nas mãos do governador”, confirmou o porta-voz da comissão e futuro Secretário de Comunicação, jornalista Rogério Silva.

Na tarde desta sexta-feira, 12, os membros da comissão farão uma revisão em tudo o que foi repassado pelo governo. A transição já tem conhecimento dos principais gargalos da administração estadual principalmente com relação á situação financeira delicada e também com o desenquadramento do Estado na Lei de Responsabilidade Fiscal com relação aos gastos com pessoal.

Paralelo ao trabalho de conhecimento da atual situação do Estado o governador faz as escolhas de sua equipe do governo. O peemedebista anunciou há duas semanas 11 nomes técnicos para as principais pastas como Saúde, Educação, Segurança Pública e Fazenda e agora finaliza as outras indicações. As escolhas e convites estão sendo feitas exclusivamente por Marcelo Miranda e o anuncio oficial também será feito pelo peemedebista. Ainda faltam a área da Agricultura, Esporte e Cultura, por exemplo.

Segundo estimou a equipe de Marcelo ao Conexão Tocantins os nomes que faltam devem ser anunciados no mesmo dia da diplomação, dia 19 de dezembro. A cerimônia acontecerá no Tribunal de Justiça e em razão da limitação física do espaço será restrita apenas a alguns convidados dos eleitos que serão diplomados.

Choque de gestão

Desde que venceu as eleições, Marcelo está fazendo contatos e buscando saber a real situação do Estado. Ele afirmou recentemente que fará um choque de gestão para resolver os principais problemas do Estado e que embora não vá se calar diante da situação que encontrará o governo também não ficará olhando para o retrovisor.

Com relação às indicações e escolhas para sua equipe ele voltou a deixar claro que os companheiros serão valorizados e não ficarão “na chapada”. O eleito não deixou de externar sua preocupação com a Saúde do Estado e disse que o povo do Estado sofre as conseqüências da situação caótica vivida atualmente com falta de medicamentos, materiais, falta de pagamentos para os profissionais e até falta de alimentação como foi denunciado semana passada pelos servidores.